Teutônia premia os Destaques da Economia

Um momento de reconhecer quem investe, trabalha e gera emprego em Teutônia. Assim podemos definir a 7ª edição do Prêmio Destaques da Economia de Teutônia – ano base 2012. A entrega das láureas ocorreu na noite da última quinta-feira, dia 23, na Associação Pró-Desenvolvimento de Languiru, com a presença de empresários, produtores rurais e autoridades, além de representantes das empresas parceiras do evento promovido pela Administração Municipal de Teutônia.

A Orquestra Municipal de Teutônia recepcionou o público com canções e convidando o público a participar de seu 2º DVD e 6º CD, cuja gravação ocorre no dia 6 de junho, na Associação da Água. O maestro Astor Jair Dahlfert também agradeceu aos parceiros e à Administração Municipal pelo apoio e incentivo à OMT, que divulga o nome de Teutônia em várias cidades gaúchas, brasileiras e do mundo. O prefeito Renato Altmann e o secretário de Cultura, Ariberto Magedanz, entregaram uma placa para a Orquestra em homenagem aos 30 anos de atividades.

Durante a cerimônia, os convidados também apreciaram a participação do Coral Municipal de Teutônia, sob a regência do maestro Martin Altevogt, que apresentou quatro canções durante a premiação aos destaques e também conduziu o Hino de Teutônia no final do evento. O Coral Municipal ilustrou o potencial cultural do canto coral de Teutônia, que pleiteia o título de Capital Nacional do Canto Coral.

Força da terra

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Teutônia e Westfália, Liane Brackmann, demonstrou seu orgulho em representar o setor primário, que contribui diretamente com 20% da economia de Teutônia. Destacou que são 1.200 propriedades rurais e praticamente 4 mil empregos diretos. “Ficamos felizes em contribuir com o 1º lugar em retorno de valor adicionado no Vale do Taquari. Como entidade, em Teutônia, nossa meta é integrar mais a população rural com a população urbana”, afirmou, parabenizando a todos pelos 32 anos.

Crescimento com colaboração

O presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Teutônia, Ivandro Carlos Rosa, destacou a importância do relacionamento entre os diversos setores, empresas, indústrias, comércio, serviços e agricultores. “Só há crescimento com colaboração. E em Teutônia verificamos um espírito associativo e cooperativo muito forte, o que nos orgulha”, afirmou. Ivandro falou das lutas diárias dos empresários, que enfrentam a alta carga tributária, lidam com a escassez de mão-de-obra de qualidade, precisam manter suas obrigações e honrar seus compromissos, sobreviver do negócio e ainda contribuem com a comunidade. “Nossas empresas são muito comprometidas com as entidades”, disse. Por fim, parabenizou a todos pela pujança de Teutônia.

Legislativo parceiro

O presidente do Legislativo de Teutônia, Gilberto Friggo, falou em nome dos vereadores, dizendo que todos os setores podem contar com os vereadores para defenderem suas causas e aprovarem os projetos em benefício do crescimento e desenvolvimento. “Nós vereadores somos parceiros de vocês”, finalizou.

Noite de agradecimento

O vice-prefeito Evandro Biondo disse muito obrigado a todos. “Temos aqui a prova de que o trabalho de forma cooperativa e integrado dá ótimos resultados. Nós da administração precisamos de todos vocês e nos comprometemos a administrar e planejar de forma equilibrada, e fazer tudo que estiver ao nosso alcance para que tenham o melhor em suas atividades”, explanou. Biondo ainda falou do compromisso de oferecer uma educação de qualidade, desde a educação infantil, para que os pais possam trabalhar tranquilos, ainda de uma saúde digna a todos, programas para os empreendedores e produtores rurais. Destacou o programa de Educação Fiscal e o programa Padaria Escola, que são exemplos de projetos diferenciados e que inclusive renderam reconhecimentos pela gestão de qualidade.

Desafio de mudar o Fundopem

O prefeito Renato Airton Altmann parabenizou a todos que contribuem e que já contribuíram para o crescimento de Teutônia. “Não se mede um município pelo tamanho de sua população, mas pela sua qualidade de vida”, afirmou. Disse ainda que 32 anos é um momento oportuno para reflexão, oportunidade de repensar e planejar. Dividiu os méritos de todos os excelente índices que Teutônia alcançou com toda a população.

Altmann não se furtou de falar aos empreendedores que trabalham pelo crescimento de Teutônia sobre o maior desafio do momento no setor, da grande luta de Teutônia: “Não sou contra o crescimento regional, mas precisamos corrigir este erro e injustiça com Teutônia, que é penalizada recebendo o menor incentivo do Fundopem, devido aos critérios adotados pelo governo do Estado. Isto dificulta a atração de novos investimentos no Município. Não podemos nos calar tendo apenas 27% contra outros municípios que chegam perto de 36%. Estamos nesta luta”, explicou. Por fim, deixou uma mensagem de otimismo, dizendo que Teutônia é um diamante que precisa continuar sendo lapidado.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...