Sicredi Integração RS/MG: Programa A União Faz a Vida forma professores para implantação em Santa Clara do Sul

Já em andamento em Lajeado, Travesseiro e Mato Leitão, a partir deste ano o programa A União Faz a Vida, da Sicredi Integração RS/MG, também será desenvolvido em Santa Clara do Sul. Por meio de uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Univates, a cooperativa iniciou a implantação com a Formação Inicial de cerca de 50 professores, realizada nos dias 05 e 06 de fevereiro na sede administrativa, em Lajeado. Ministrada pelas assessoras pedagógicas Janice Schmitt e Elisabete Penz Beuren, a atividade teve aproximadamente 20 horas de duração e habilitou os educadores a aplicarem a metodologia interdisciplinar que promove atitudes e valores de cooperação e cidadania nas crianças da educação infantil e ensino fundamental da rede municipal. Estão contempladas a EMEI Pequeno Mundo e as EMEF’s Professor Sereno Afonso Heisler, Gustavo Seidel, Willibaldo Both, Frei Henrique de Coimbra.

Atuando na Assessoria Pedagógica Externa (APE) da Univates, Janice explicou que o programa A União Faz a Vida tem uma metodologia de projetos própria baseada nos melhores pesquisadores e fortemente estruturada na Base Nacional Curricular Comum (BNCC), através da qual se visa uma educação integral que tem o aluno como protagonista. A Formação Inicial é constituída de uma reflexão sobre a educação no contexto atual e sobre a realidade de demandas locais, de acordo com cada nível de ensino. Na sequência, os professores participam de dinâmicas para vivenciar os passos do projeto e compreenderem a metodologia aplicada pelo programa. “Aqui eles adquirem essa experiência para quando forem desenvolver com seus alunos”, definiu a assessora.

Participante da atividade, a coordenadora pedagógica da Secretaria de Educação de Santa Clara do Sul, Edilaine Soares Iensen comentou que as expectativas para a implantação do programa no município são as melhores possíveis e que as professoras envolvidas estão satisfeitas e empolgadas como treinamento. Segundo ela, as escolas já utilizam a metodologia de projetos desde 2009, mas a chegada do A União Faz a Vida trará outro significado para a aprendizagem. “A partir de agora, vamos usar outra abordagem, que parte da necessidade e da curiosidade do aluno. Isso é o interessante, porque é ele quem vai buscar, quem vai trazer a problemática. Isso é que faz a diferença”, avaliou. Para a coordenadora, tudo o que é concreto, lúdico e prático se torna mais efetivo do que somente receber conteúdo. Ela afirmou: “Esse é um dos desafios da nossa área: que se faça esse tipo de projeto, que volte aquele gosto que o aluno tem lá no pré, na creche, de aprender, e que se resgate isso também do sexto ano em diante. Essa é a nossa grande expectativa”.

Fonte Assessoria de Imprensa Sicredi Integração RS/MG

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...