Prefeitura repassa subvenção ao canto coral de Teutônia

A Associação dos Coros de Teutônia, através do presidente Danilo Rückert e do tesoureiro Nelson Osterkamp, assinou, na segunda-feira, dia 1º, o convênio para receber a subvenção anual da Administração Municipal como incentivo à manutenção do canto coral. O ato ocorreu junto com o secretário de Cultura e Turismo, Ariberto Magedanz. O repasse do município será no valor de R$ 96,6 mil para distribuição entre os coros filiados.

A Administração Municipal, através da Secretaria da Cultura, encaminhou projeto ao Legislativo com o intuito de conceder o valor de R$ 2,3 mil para cada coral, sendo que cada entidade deverá contribuir, através de contrapartida, definida por lei, com 10% deste valor. Para prestação de contas referente à subvenção, as entidades deverão apresentar notas fiscais no valor de até R$ 2.530, com base em materiais e serviços contratados, como transporte, regência, sonorização, aquisição de equipamentos, uniforme, material de expediente, partituras, cópias (xerox).

A Associação dos Coros repassará a primeira parcela desta subvenção aos responsáveis pelos 42 grupos de canto coral no dia 12 de julho (sexta-feira), entre às 13h30min e às 15h, no Sínodo Vale do Taquari. É necessária a entrega das notas fiscais, emitidas em nome da Associação dos Coros. O repasse das demais parcelas irá ocorrer em outras datas, a serem confirmadas.

De acordo com o secretário de Cultura, Ariberto Magedanz, “este valor, de aproximadamente R$ 100 mil, é uma forma que o Poder Público encontrou de apoiar e incentivar a prática do canto coral na cidade, que é conhecida como a Cidade que Canta e Encanta, e que está se habilitando a receber o título de Capital Nacional do Canto Coral”, enfatiza.

Além do auxílio financeiro, o município também está empenhado em oferecer cursos de aperfeiçoamento para regentes e coristas, “a exemplo dos cursos de Estudos Musicais que foram realizados em 2012, através do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, em parceria com o município de Teutônia”, acrescentou Magedanz.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...