Mudança no quadro estratégico da Cacis

Após mais de duas décadas de excelentes serviços prestados, onde o comprometimento, a responsabilidade e a proatividade sempre estiveram presentes em suas atividades, a diretoria da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Estrela (Cacis) despede-se do gerente executivo, Jair Metz, que a partir de 26 de fevereiro, desliga-se da entidade, conforme deliberação conjunta.

Metz esteve envolvido ao longo de sua atuação em diversos eventos e mobilizações que promoveram o nome da entidade e fortaleceram o laço com seus associados. Participou de incontáveis capacitações representando a Cacis, além de estabelecer uma rica e influente relação com entidades empresariais e proeminentes formadores de opinião.

Para assumir o cargo e as tarefas do executivo, a Cacis traz Paulo Ricardo Finck, empresário dinâmico na comunidade de Estrela, com destacado conhecimento nas diversas áreas econômicas, tendo atuado, além da direção de sua própria empresa, como secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico de Estrela.

Novos desafios

Exercer a gestão operacional de uma entidade empresarial é um desafio constante. Ao longo de cerca de 23 anos atuando na Cacis, esse foi exatamente o sentimento que me motivou e me impulsionou nas mais diversas empreitadas, sempre buscando alinhar minhas responsabilidades ao propósito e missão da entidade.

Minha trajetória profissional na CACIS teve início em 01 de agosto de 1998, a convite do então presidente, Nestor Schneider, já falecido. Ainda com a denominação de Associação Comercial e Industrial de Estrela (ACIE), assumi um cargo que, em princípio, para mim, seria uma transição entre meu último trabalho como gerente administrativo na indústria de Bebidas Antarctica Polar de Estrela.

A partir daí, minha atuação permeou várias atividades, desde a interação com os sucessivos presidentes e suas diretorias e associados, buscando soluções constantes e informações que pudessem resultar no aprimoramento dos gestores das empresas e seus colaboradores, além de conciliar com o cuidado constante com a sustentabilidade da entidade, fundamental para a sobrevivência destas.

Tive o privilégio de acompanhar 13 gestões com seus presidentes e diretorias. Juntos, e com o auxílio da equipe de colaboradores, organizamos muitos eventos e conquistamos realizações importantes que nos motivaram nesta caminhada. Dentre eles, destaco a fusão da CDL e ACIE em 2012, liderada pelo ex-presidente, Henrique Purper, um trabalho que tornou-se um grande desafio em termos de estruturação operacional da nova entidade. Outro destaque digno de nota é a criação do evento “Inspiração”, cuja consolidação se comprovou por meio de grande sucesso em número de participantes, na diversidade de notórios palestrantes que trouxeram temáticas pertinentes ao mundo empresarial, além do enfático retorno positivo e aprovação por parte dos associados.

Através do exercício da minha atividade fiz muitos amigos e estreitei contatos significativos com palestrantes, dirigentes e colaboradores de entidades como Fiergs, Federasul, CIC Vale do Taquari e CDL Porto Alegre e várias entidades empresariais coirmãs. Tenho convicção de que, vivendo num mundo virtualmente conectado e, fisicamente movido a relações, esse é um patrimônio do qual devo me orgulhar, pois sempre me certifiquei em garantir o fortalecimento de todos os relacionamentos que cultivei.

A vida é feita de ciclos. Inspirando-me no filósofo Heráclito, acredito que nada é permanente, salvo a mudança. Cada fase traz desafios e nos ensina experiências fundamentais que vão dando forma à nossa existência. Tudo que vivi e aprendi – incluindo os erros e acertos – se somam hoje àquilo que sou e, certamente, àquilo que ainda me tornarei. Encerro essa jornada na CACIS e inicio outra com novas motivações e expectativas. O importante é fazer.

Fonte Dobro Comunicação

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...