Menina que venceu o câncer emociona equipe da Dália Alimentos

Aos 11 anos, Tais Costa da Silva se curou do câncer e sem a perna direita, devido à doença, dá lições de vida às pessoas. Na Dália, entrevistou e emocionou os presidentes

Uma menininha com apenas 11 anos causou comoção em todos os andares do prédio administrativo da Cooperativa Dália Alimentos na tarde do dia 21 de junho. A data marcou o início da chegada do inverno, mas Tais da Costa Silva aqueceu e coloriu o dia frio e cinzento e o coração de todos os funcionários, esbanjando simpatia e externando muito carinho.

Nas próprias palavras da menina, ela saiu de Paverama, onde reside, distante 70 quilômetros de Encantado, com um único objetivo: agradecer. Tais foi e ainda é uma das crianças assistidas pelo Instituto do Câncer Infantil (ICI), cuja entidade é auxiliada pela Dália Alimentos, por meio do Programa Criança Dália, há mais de três décadas, sendo com mais afinco e visibilidade a partir de 2016, quando o programa doou ao ICI cerca de R$ 200 mil para a estruturação da sala de acolhimento às famílias na nova sede. No início de 2017 a Dália passou a inserir em todas as embalagens de leite UHT o Selo da Coragem, ilustrado pelo Mascote Leãozinho, símbolo oficial do instituto, e desde então parte do valor comercializado em cada litro de leite é revertido à entidade para o tratamento das crianças e a realização de pesquisas.

Com apenas seis anos, em dezembro de 2015, a garotinha foi diagnosticada com osteossarcoma, um tumor ósseo maligno que comprometeu o crescimento da perna direita. Começava então a batalha contra o câncer que veio acompanhada de uma difícil tomada de decisão por parte da família, em março de 2016: amputar parte da perna direita para que a menina, então, tivesse uma melhor qualidade de vida.

Com as quimioterapias em andamento, ela não se importou em ter que “retirar” parte de seu corpo, mas foi aos prantos quando soube que seu cabelo iria cair e que, de um dia para outro, ficaria carequinha. O tempo passou e Tais encarou e encerrou o tratamento oncológico em outubro de 2016 e, após dois meses, colocou a tão sonhada prótese. Devido ao grau de inteligência, maturidade e fé, Tais superou o fato de não ter uma de suas pernas, seu longo cabelo louro ondulado que tanto amava e foi vendo a vida com outros olhos.

Embora criança, a menina sempre foi atenta a tudo e hoje oferece palavras de amor e persistência a outras crianças acometidas pela mesma doença. Uma de suas mais recentes vitórias foi aprender a andar de bicicleta, presente que havia ganho em agosto do ano passado, em seu aniversário de 11 anos. Além de pedalar, ela desempenha várias tarefas e atividades como caminhar, correr, dançar e até mesmo nadar. “Com o apoio da família, do Instituto do Câncer Infantil (ICI) e da Dália Alimentos, eu venci o câncer e sou uma criança muito feliz”.

 

“Agora eu tenho uma terceira família”

Mas em que parte desta história a Dália Alimentos se encaixa? Praticamente em todas desde que começou a frequentar o ICI, em Porto Alegre. Regina, a mãe, e Tais passaram a conhecer mais sobre a cooperativa quando chegavam ao instituto e eram direcionadas à sala de acolhimento, cômodo apadrinhado pelo Programa Criança Dália. Lá também recebiam uma cesta básica em que o leite Dália era um dos itens. “Me informei sobre a empresa e descobri o quanto a Dália é importante para a sobrevivência do instituto. Por isso, decidimos conhecer a cooperativa e, principalmente, agradecer por tudo”, disse a mãe.

Entrevista com o presidente

Tais sonha em ser modelo e já apresenta em sua personalidade dons para tal carreira. Recentemente, por iniciativa de um parente da família, Volnei da Silva Costa, proprietário de uma produtora de vídeos, um projeto de entrevistas foi iniciado com a garotinha. “Conversando com Tais Silva” é o nome do programa de entrevistas que vai ao ar pelo Facebook e YouTube. Em cada episódio, Tais ocupa o lugar de entrevistadora e na Dália Alimentos o entrevistado escolhido pela menina foi o presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini. Carismática e rápida nos questionamentos, embasou sua entrevista na história da cooperativa e na parceria com o ICI.

Piccinini, por vezes, não conteve a emoção e disse ser a primeira vez em que foi entrevistado por uma criança. “A Dália se enche de orgulho em recebê-la, uma menina linda, vitoriosa, inteligente e que venceu a batalha contra uma das piores doenças da humanidade e que hoje compartilha conosco sua linda história de vida. Nos emocionamos e estamos orgulhosos em poder fazer parte da vida da pequena Tais, por meio do ICI, uma entidade que tem o nosso respeito e admiração”.

O presidente Executivo, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, também teve a oportunidade de conhecer a garotinha, que relatou uma história de vida com diversos momentos de profunda tristeza, mas de grande superação. “A Dália, mais do que nunca, se sente orgulhosa com a sua visita. Tais, você é um exemplo de que crianças acometidas pelo câncer podem se curar, basta ter fé e muito amor no coração. Nos emocionamos com a sua história e ficamos imensamente felizes com a sua recuperação. É a prova viva de que tudo o que a Dália faz em parceria com o ICI é imensurável aos olhos e tocável ao coração”.

Após a entrevista, Tais conheceu todos os setores da cooperativa e foi aplaudida pelos funcionários, que se comoveram ao vê-la feliz e radiante, mesmo sem uma de suas perninhas. “Muito obrigada à Dália e a todos. Coragem nunca pode faltar e eu venci o câncer”, finalizou e, radiante, enfatizou agora ter uma terceira família. “Tenho meus pais, o ICI e agora a Dália”.

A entrevista gravada na Dália estará disponível no domingo, dia 27 de junho, às 10h no Facebook e Youtube da VF Produtora com o nome “Conversando com Tais Silva”.

Fonte Assessoria de Imprensa Cooperativa Dália Alimentos

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...