Live da CIC Vale do Taquari- Perfil das Cidades Sebrae

A importância de dados para servir de subsídios para tomada de decisões

“ Uma radiografia da região, com o perfil de cada município, com uma gama de dados essenciais, pois só se gerencia o que se conhece. ” A afirmação é do presidente da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari, Ivandro Carlos Rosa durante live da entidade regional, na noite de quarta-feira (19), com a gerente regional do Sebrae Vales do Taquari e Rio Pardo, Liane Klein.

A transmissão marcou o lançamento da parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e a CIC Vale do Taquari para a divulgação do Perfil das Cidades.  O estudo agrupa diversos dados socioeconômicos relevantes para o poder púbico, para as decisões empresariais e está disponível no site da entidade regional. Para acessar os dados basta entrar no site cicvaledotaquari.com.br, o link está em Cidades.

Liane Klein explicou que o estudo, disponível 2016, é constantemente atualizado, de acordo com fontes oficiais, como IBGE e Receita Federal.  A disponibilização dessa ferramenta para os associados era uma das demandas da CIC Vale do Taquari.

Compilado Vale do Taquari

Durante a sua fala, Liane Klein apresentou o perfil com dados compilados dos 36 municípios da região. Ela fez um histórico do crescimento do Produto Interno Bruto. “ O PIB vinha crescendo acima de 10% até 2014, porém a partir de 2015 o registro foi menor, menos de dois (2) %. Outro dado importante que disponibilizamos é o potencial de consumo urbano, que mede a renda e a capacidade de consumo. O potencial no Vale do Taquari chega a 8 bilhões, isso representa 3% do total do estado. ”

O estudo revelou ainda onde as pessoas costumam aplicar o recurso. O primeiro item que aparece com 25% é habitação (gastos com aluguel, condomínio, despesas para manutenção da casa). O 2º é manicure, lavanderia, sapateiro, produtos para pets. Em terceiro lugar itens veiculados a veículos próprios (combustível, pneu, conserto). “ Até para quem quer começar uma empresa pode se basear nesses dados, verificar a média de renda, qual o potencial de consumo, qual a atividade fica mais adequada para atender a demanda do munícipio,”  ressaltou Liane.

O potencial de consumo do poder público municipal também é outro estudo à disposição do empreender. O total adquirido pelo poder público municipal no Vale do Taquari foi de R$ 741,9 milhões (38% adquirido de MPE). Liane ainda divulgou a mudança no perfil demográfico da região, além de dados da escolaridade da população com mais de 10 anos. O que chamou atenção foi o índice de pessoas sem instrução e fundamental incompleto que chega a 54% da população. Para Ivandro a qualificação da mão de obra é imprescindível. “Precisamos buscar formas para que cada um tenha condições de frequentar cursos, pois a economia está em constante transformação, é preciso estar habilitado para um novo mercado, a pandemia acelerou alguns processos, como é o caso do comércio eletrônico.”

A live foi transmitida pelo Facebook da entidade @cicvaledotaquari.

Fonte Assessoria de Imprensa CIC Vale do Taquari

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...