Live da Acil e CDL Lajeado: importância das empresas ingressarem na era digital

"Preparando o seu negócio para a nova economia" foi o tema da conversa entre os presidentes da Acil, Cristian Bergesch, e CDL Lajeado, Aquiles Mallmann, e os empresários Matheus Weimer dos Santos e Tiago Johann.

Lajeado – “O principal segredo para o empresário se adaptar ao novo comportamento do consumidor é a mudança de pensamento. As empresas devem entender que o comércio eletrônico veio para complementar a loja física.” A afirmação foi feita pelo publicitário e empresário Matheus Weimer dos Santos em live realizada nesta terça-feira (18) pela Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Lajeado.

Durante a transmissão, os presidentes da Acil, Cristian Bergesch, e CDL Lajeado, Aquiles Mallmann, abordaram o tema “Preparando o seu negócio para a nova economia”. Além de Weimer, a live contou com a participação do empresário e economista Tiago Johann.

Retomada da economia

Segundo Johann, existe um índice que vai de 0 a 200 e mede a confiança do consumidor. O economista divulgou que este número teve o seu pico em dezembro de 2019, quando bateu 91%. Este mesmo percentual caiu para 58% em abril deste ano com a chegada da pandemia e apresentou crescimento para 78% no mês de julho.

“Esse índice mostra que o consumidor está mais confiante. Essa confiança fez o varejo do Vale do Taquari crescer 6,2% nos últimos 28 dias em relação ao mesmo período do ano passado”, destacou o economista, ao informar que os gráficos mostram que o Vale do Taquari está apresentando uma retomada econômica.

Novo consumidor

Durante sua fala, Weimer falou sobre o comportamento do novo consumidor que busca experiências em suas compras. “O cliente vai optar sempre pela empresa que se mostra mais engajada com o consumidor. Atualmente, o cliente pesquisa antes de comprar e já chega na loja sabendo todas as informações sobre o produto que quer comprar”, destacou. Assim, prega que as empresas precisam saber como se comunicar com o novo perfil do comprador.

Weimer informou que o comércio eletrônico teve crescimento de 400% de abril a julho, o que evidencia que o perfil do consumidor mudou e vem mudando diariamente. Por seu turno, Johann destacou que o mercado eletrônico já apresentava crescimento e a chegada da pandemia provocou ainda mais incremento nesta forma de consumo.

Novas formas de vender

Conforme Weimer, as empresas precisam descobrir onde está o seu cliente para fazer uma comunicação mais assertiva com ele. “Com a chegada da era digital, a comunicação passou a ser multicanal, ou seja, ela vem de diversas frentes e precisamos saber onde está o nosso consumidor para chegar até ele,” enfatizou.

Segundo Johann, os empresários devem trabalhar no e-commerce da mesma forma que trabalham na loja física, pois o mercado digital tende a ser mais rigoroso quanto às formas de atender o cliente. “Uma avaliação ruim na internet pode fazer com que várias pessoas deixem de comprar em determinada loja, e isso pode acabar afetando também na imagem do ponto físico,” alerta.

Economia local

Bergesch e Mallmann destacaram durante a transmissão a importância do consumo local, que vem sendo trabalhado em campanha das entidades regionais. As iniciativas visam fortalecer a economia local fazendo com que o dinheiro circule entre as empresas do Vale.

Segundo o presidente da Acil, “é importante que os consumidores deem preferência para as empresas da nossa região, pois desta forma o dinheiro circula na região e movimenta a economia local.”

Achei Fácil Shopping

Com objetivo de fortalecer a economia local e incluir o comércio da região na era digital, foi lançado recentemente o portal de e-commerce Achei Fácil Shopping. A loja virtual em formato de marketplace consiste em um shopping de lojas virtuais que possibilita aos empresários da região venderem os seus produtos de forma online.

Segundo o economista, a plataforma é interessante ao oferecer comodidade e agilidade ao consumidor. “O cliente pode optar por comprar na internet de empresas locais. Com isso, além de diminuir o prazo de entrega, o cliente também está mais próximo do fornecedor caso necessite de assistência.” destaca.

Weimer falou que a loja virtual na plataforma vem para completar a loja física, e que a ferramenta possibilita a integração entre os vendedores do ponto físico, também no digital. “O marketplace vai possibilitar as empresas da nossa região, a venderem os seus produtos para todo o país”, destacou.

Futuro do comércio

Johann falou que a nova economia tende a ser mutante, pois apresenta dados que podem ser alterados a qualquer momento. Segundo ele, as empresas devem estar com números em mãos e ter a gestão econômica alinhada com todo o planejamento.

Ao encerrar a live, Weimer destacou que o futuro do comércio está na digitalização. “Em 2019, o e-commerce do Brasil movimentou R$ 62 bilhões. A expectativa para este ano é de faturamento em torno de R$ 100 bilhões”, adianta, ao defender que, unindo as forças do ponto físico à loja virtual, as empresas tem condições de atender maior número de clientes.

Realização

A live ocorreu simultaneamente nos perfis do facebook da Acil e CDL Lajeado e no canal da Acil no Youtube. Ela pode ser conferida na íntegra nos perfis das duas entidades.

A live contou com o apoio de Bebidas Fruki, BiMachine, Black Contabilidade, BRDE, CBM Materiais Elétricos, Construtora Jachetti, Excellence Garçons, Invictos Ar Condicionados e Refrigeração, Olicenter, Poolseg Corretora de Seguros, Sicredi Integração RS/MG e Star Som, Luz e Imagem. Este grupo de empresas constitui o time de apoiadores das reuniões-almoço 2020 da Acil.

Fonte Comunicação Acil Lajeado

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...