Inadimplência se mantém estável no comércio de Lajeado

As medidas de estímulo à economia dos últimos meses, como o pagamento da primeira parcela do 13º salário, os saques das contas do FGTS e as campanhas de regularização de dívidas, ainda não refletiram no índice de inadimplência no comércio de Lajeado. Estável desde o início de agosto, o indicador nesta quarta-feira (04) apontou que dos 60.672 CPF’s de pessoas maiores de 18 anos ativos na Receita Federal do município, 15.932 estavam com alguma restrição no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), o que corresponde a 0,1% a mais do que no último levantamento, em 02 de outubro. No Rio Grande do Sul, observa-se um acréscimo de 0,4% em relação ao mesmo período, chegando a 31,6%.

Quanto ao perfil dos inadimplentes, a única semelhança entre o Estado e o município é no quesito renda, sendo a maioria enquadrada na faixa entre um e dois salários mínimos (53,6% e 56,5% respectivamente). Nos demais segmentos, em Lajeado prevalecem os homens (51,2%) com idade entre 30 a 34 anos (17%), enquanto que no Estado a maior frequência está nas mulheres (50,7%) entre 35 e 39 anos (13,9%). Os dados são obtidos pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Lajeado em consulta ao banco de dados da Boa Vista Serviços.

Fonte Assessoria de imprensa CDL Lajeado

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...