Conservação de forragens de inverno é tema de capacitação em Dois Lajeados

A Emater/RS-Ascar realizou na última sexta-feira, dia 19, na Câmara de Vereadores de Dois Lajeados, capacitação em Bovinocultura de Leite. Com o tema “Conservação de forragens de inverno” a atividade teve o objetivo de apresentar aos participantes alternativas para a preservação da alimentação bovina de inverno, que poderá ser utilizada em épocas de escassez de forragens. O palestrante foi o assistente técnico regional em Bovinocultura de Leite da Emater/RS-Ascar, veterinário Martin Schmachtenberg.

O evento – apoiado pela Administração Municipal – dá continuidade às capacitações iniciadas no município em 2012 e que são parte do programa Leite Gaúcho, da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS). Por meio do programa, cerca de 40 mil agricultores gaúchos estarão capacitados na área até o final de 2014, o que possibilitará aumento da produção, melhoria da qualidade do leite, aumento da renda, elevação da qualidade de vida das famílias beneficiadas, além da oferta à população de alimentos saudáveis e seguros. Em Dois Lajeados cerca de 50 agricultores participam das atividades.

Um destes produtores é o bovinocultor Mário Cavanholli, da localidade de Linha Felipe de Noronha. Com 32 vacas em lactação, produzindo uma média de 20 litros por vaca por dia, participou de todas as atividades, entre elas uma tarde de campo. Para Cavanholli a mentalidade dos participantes mudou, especialmente no que se refere a produção do leite a base de pasto. De acordo com ele, os produtores só pensavam em silagem e ração, achando que o leite poderia sair da genética do animal e não do tratamento alimentar dispensado a ele. “A importância do retorno proporcionado por uma boa alimentação foi algo que aprendemos nos cursos”, enfatizou.

Preocupado em diversificar a produção, Cavanholli também trabalha com uva, soja, trigo e pastagens. Mas é a bovinocultura o principal produto da propriedade. “Tanto que o meu filho mais velho, de 24 anos, só resolveu ficar na propriedade por causa do trabalho com o leite”, afirma. Em Dois Lajeados, de acordo com o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Fábio Ballerini, são mais de 300 famílias produzindo leite em suas propriedades, seja para consumo ou para venda. “Atualmente, a bovinocultura é um dos principais produtos do município, ao lado da viticultura” avalia.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...