CIC Vale do Taquari em defesa da reindustrilização

Proposta foi apresentada para secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do RS

 

A Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari foi a primeira entidade empresarial regional do interior do Estado a integrar a agenda de encontros virtuais da secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do RS.  A reunião realizada nesta terça-feira (28) marcou a abertura de um canal de interação entre o Estado e as necessidades do Vale do Taquari.

O presidente da CIC Vale do Taquari, Ivandro Rosa acredita que a produção industrial é uma das grandes virtudes da região e deve garantir a retomada mais rápida da economia pós-pandemia. “ Compreendemos que a indústria tem uma possibilidade muito grande de expansão das exportações no Vale do Taquari. É um diferencial competitivo e mostra o dinamismo econômico da região.”

A preocupação dos empresários é com a redução da participação da indústria no Produto Interno Bruto. Neste sentido, o membro do conselho consultivo da CIC, Ito José Lanius manifestou a necessidade da criação de um ambiente para a reinstrialização, com o objetivo de diminuir a importação de produtos desde os mais complexos até os mais básicos. “Já temos fatores contributivos, como juros baixos e acessíveis, linhas de crédito, investimentos em projetos de saneamento básico e produção e geração de energia elétrica, mas precisamos melhorar a logística brasileira. Temos a ciência que isso é uma questão nacional, porém é preciso dar o pontapé inicial da campanha de alguma forma. ”

Ele citou ainda os avanços na legislação trabalhista brasileira, mas se comparado com outros países como a China, onde é possível produzir produtos de forma mais barata, temos muito a percorrer.  “ A minha sugestão é montarmos um grupo, com apoio do governo do estado e entidades empresariais para desafiarmos jovens através de projetos de inovação, startup, linhas de crédito a começar a produção no país. Um bom começo seria fazer um estudo para sabermos quais os 100 produtos mais importados.”

O secretário Rodrigo Lorenzoni afirmou a pauta da competitividade é algo que precisa ser presente e latente no dia a dia da Sedetur e do governo do Estado. Ele sugeriu que a região apresente dois pontos básicos para focar em prioridades essenciais e iniciar uma agenda de trabalho em conjunto. Lorenzoni aproveitou o encontro para dar um panorama geral da secretaria, destacou a reforma tributária estadual, proposta pelo governo do estado, o processo de modernização do Fundo Operação Empresa do Estado do Rio Grande do Sul (FUNDOPEM/RS), programa de incentivo fiscal através do ICMS para investimentos voltados à indústria “ Até o fim do ano devemos reduzir em 30% o tempo entre quem solicita e o momento em que recebe o direito de usufruir os benefícios fiscais. Atualmente o tempo de espera é de 360 dias. ” Informou ainda sobre o lançamento do gabinete de monitoramento de investimentos do governo do Estado, um caminho para aproximar os investidores dos investimentos.

A pauta da nova fase do Trem dos Vales também entrou em discussão, com a preocupação do trecho entre Estrela e Colinas que precisa de manutenção urgente em função dos estragos causados pela enchente.

Fonte Assessoria de Imprensa CIC Vale do Taquari

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...