Acil e CIC-VT apoiam posicionamento da Federasul em relação à Reforma Tributária

Novo texto foi apresentado pelo governador Eduardo Leite nesta quinta-feira. Entidades são contra medidas de aumento de impostos contidas na reforma.

Lajeado – A Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e a Câmara da Indústria, Comércio e Serviços (CIC) Vale do Taquari apoiam o posicionamento contrário da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul) às medidas de aumento de impostos da proposta de Reforma Tributária Estadual.

O novo texto foi apresentado pelo governador Eduardo Leite nesta quinta-feira (16.07), em transmissão ao vivo pelo YouTube. Analisando a íntegra do projeto, a Federasul emitiu nota manifestando-se contra a mesma. (Confira abaixo)

Apoiando a posição da Federação, a Acil e CIC VT constituíram grupo técnico, integrado por contadores e especialistas, para apresentar um parecer aprofundado da proposta até o final da próxima semana. O grupo é coordenado pela vice-presidente de Administração da Acil, contadora Graciela Ethel Black. Participam também os contadores André Bergamaschi, da ACI-E, Andreia Zwirtes Kich da Cacis – Estrela, Dalva Pohren, o advogado e economista Fernando Arenhart, da Acil, e Gustavo Schnorrenberger, da CIC-Teutônia.

Íntegra da nota da Federasul

A Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul – Federasul vem manifestar seu posicionamento frontalmente contrário às medidas de aumento de impostos contidas na proposta de Reforma Tributária Estadual, especialmente no momento em que vivenciamos os profundos impactos da pandemia relativa a COVID-19 em nossa economia.

Da mesma forma, a Federasul manifesta sua frontal contrariedade à redução apenas progressiva da alíquota majorada para 18%. A prorrogação da alíquota majorada visava a permitir que o Governo do Estado implementasse medidas para combater o déficit fiscal, não para garantir um mecanismo de extrair riqueza da sociedade gaúcha por mais de 2 anos.

A Reforma Tributária Estadual que a Federasul busca é aquela que incremente a competitividade das empresas gaúchas, incentive a nova economia e a inovação, base de nosso desenvolvimento futuro e que contribua com a geração de emprego e renda aos gaúchos. Nesse sentido, reconhecendo que a proposta apresentada contém pontos positivos, entendemos que o êxito do trabalho se dará apenas com o diálogo e aprimoramento com a participação conjunta do setor produtivo, poder público e Assembleia Legislativa.

Por fim, a Federasul destaca que realizará uma “radiografia” da proposta de Reforma Tributária Estadual para analisar ponto a ponto.

Simone Leite

Presidente Federasul

Fonte Comunicação Acil Lajeado

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...