Workshop em Encantado aborda gestão de pessoas

Cerca de 70 pessoas, entre empresários, contadores e empreendedores, acompanharam nesta terça-feira (27) o quinto workshop do projeto Negócios em Pauta, promovido pelo Sincovat em parceria com o Jornal A Hora. Realizado em Encantado, o evento teve como convidado o profissional franqueado da empresa Dale Carnegie, Henrique Kuhn, que abordou o tema “Gente: como potencializar o desempenho coletivo e os talentos” a partir de uma pesquisa aplicada com 3.329 pessoas em 14 país que apontou tendências da gestão com base na visão sobre lideranças.

Os resultados da Leadership Thoughts foram divulgados em março e apontaram, por exemplo, que os colaboradores são dez vezes mais propensos a estarem satisfeitos e sete vezes mais dispostos a se manterem no trabalho quando confiam no líder. No entanto, a probabilidade de procurarem outro emprego é quatro vezes maior quando não enxergam em seus superiores a convicção em suas crenças. “Líderes de sucesso que conduzem suas empresas por um longo tempo são pessoas que tem princípios muitas vezes acima de tudo”, constatou.

Para Kuhn, o grande desafio da gestão é engajar as pessoas e manter a atitude positiva nesta época de constantes mudanças. “É fácil ser um bom gestor quando temos as condições ideais. Mas quase nunca se está numa posição confortável”, afirmou. Por isso a importância de convencer com atitudes: “Palavras emocionam, mas exemplos arrastam”. Ao reconhecer que questões morais e éticas afetam a credibilidade de um líder, o profissional ressaltou a necessidade de inspirar e gerar algo positivo nos liderados. Ele ainda comentou que a principal falha do líder é não respeitar opiniões divergentes e rejeitar ou desvalorizar contribuições: “Quando falta liderança, falta tudo”. Kuhn também descreveu a dificuldade das pessoas em reconhecer suas limitações e falhas, mas garantiu que assumir os erros é demonstrar que se é humano e que se tem valores. Alertando para os perigos de se administrar uma empresa sem ouvir pessoas e clientes próximos, ele lamentou: “É difícil ensinar algo para alguém que pensa que já sabe”.

Coube à gerente de Recursos Humanos e Qualidade da Bebidas Fruki, Ana Luisa Hermann, apresentar o case prático ligado ao tema do workshop. Atuando há 11 anos no setor de pessoal, ela revelou que o desafio diário é inspirar, desenvolver e engajar os colaboradores, mas que a Fruki trabalha com líderes que são referência para toda equipe. Segundo ela, a organização desenvolve o perfil de líder transformador, estimulando a atuação sustentada por três pilares: Eu, relacionado ao autoconhecimento; Nós, ligado à relação com os colegas; e O negócio, envolvendo a gestão em geral. “Eu, Nós e O negócio devem estar muito bem sincronizado para que a gente possa ter uma liderança sendo exemplo dos valores da empresa. E aí, sim, o time todo vai estar engajado em busca disso”, mencionou

O painel contou também com a participação do presidente do Sincovat, Rui Mallmann; vice-presidente de Gestão do CRCRS, Ana Tércia Lopes Rodrigues; psicóloga e professora Liciane Diehl; diretor do Sescon-RS, Flávio Dondoni Jr.; psicóloga Elisangela Zanelatto; e consultora organizacional da Capital Verde, Raquel Winter. O grupo debateu o perfil da nova geração no mercado de trabalho, feedback, conflitos internos, ética, processo de seleção e trabalho com propósito. O próximo workshop do Negócios em Pauta ocorre no dia 26 de julho, em Arroio do Meio, com o tema Educação Financeira. Mallmann ainda citou o Fórum Estadual de Gestão e Empreendedorismo, agendado para o dia 27 de setembro na Univates. Segundo ele, será uma oportunidade para as empresas contábeis conhecerem referências de inovação e participarem de atividades que agregam valor aos escritórios. Ele confirmou a presença de profissionais renomados do centro do país que palestrarão sobre indicadores, economia, marketing, comunicação e empreendedorismo.

Visita

Presentes no workshop, Ana Tércia e o presidente do CRCRC Antônio Carlos de Castro Palácios estiveram durante a tarde desta terça-feira na sede do Sincovat, onde foram recepcionados pela diretoria e associados da entidade, bem como por delegados do Conselho. Palácios avaliou que, ao desenvolver o projeto Negócios em Pauta, o Sincovat captou a demanda da classe contábil e contribuiu para que a teoria fosse visualizada na prática, auxiliando no melhor desempenho das atividades diárias. “Para nós, contadores, falar de gestão é tudo o que a gente precisa”, considerou. A visita, segundo Ana Tércia, teve por objetivo a aproximação com a entidade que tanto apoia as atividades do Conselho, a fim de identificar as demandas e aprimorar o trabalho da instituição. Ela agradeceu a significativa contribuição do Vale do Taquari para o CRC e para toda a classe contábil e enalteceu a representatividade da região por meio dos conselheiros e membros das comissões.

Fonte Simone Rockenbach

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...