Viticultura é tema de encontro técnico com produtores de frutas em Roca Sales

Cerca de 50 produtores de frutas estiveram reunidos na última terça-feira, dia 17, no salão da localidade de João Abott, em Roca Sales, para um encontro técnico, com ênfase na viticultura. Na ocasião, os técnicos da Emater/RS-Ascar Jorge Cappellaro e Derli Bonine, ministraram palestras com temas como cobertura verde do solo, adubação e tratamentos pós-colheita. A atividade foi organizada pela Emater/RS-Ascar, com apoio da Secretaria de Agricultura e Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR).

Em sua fala, Cappellaro enfatizou os benefícios de uma boa cobertura de solo, como o controle de inços, o aumento do teor de matéria orgânica, a reciclagem de nutrientes, a redução do uso de herbicidas e a manutenção da umidade do solo. “Além de evitar a erosão, reduzindo também as oscilações de temperatura”, observa. Já Bonine enfatizou a época ideal para a implantação de um parreiral, o que oportunizará ao viticultor um bom preparo de solo. “Importante é que haja equilíbrio nos nutrientes que serão disponibilizados para a fruta”, diz.

Para o produtor de uvas orgânicas José Maria Giora as informações repassadas foram importantes, por possibilitarem a ampliação dos conhecimentos sobre o tema. “Como trabalhamos sem o uso de venenos, é muito bom saber sobre alternativas de manejo, de coberturas naturais e de caldas que possam qualificar ainda mais a nossa produção”, analisa. Com cinco hectares da variedade bordô, Giora produz atualmente de 80 a 100 toneladas por safra, que são comercializadas para uma agroindústria de Garibaldi.

Antes de iniciar o trabalho com uvas em sistema orgânico, o viticultor cultivava no sistema convencional. Foram 15 anos produzindo dessa maneira, até a mudança, há cerca de cinco anos. “Comecei a ficar preocupado com doenças que pudessem afetar a mim e a minha família”, explica. Após as modificações necessárias para a adoção do modelo, Giora percebeu que havia mais vantagens, além do aspecto relacionado à saúde. “Passei a ter mais ânimo e a ganhar mais dinheiro com minha atividade”, comemora.

Outro agricultor, Ivanir Boni, também de Marechal Hermes, produz além de uvas, ameixas, caquis, goiabas e bergamotas. Em sua propriedade são oito hectares plantados, que juntos rendem 75 toneladas de frutos, comercializados no mercado local. “Trabalho há 28 anos como fruticultor, antes disso o meu cultivo era o tabaco”, diz. Com tantos tipos de frutas diferentes na propriedade, Boni garante haver trabalho durante todo o ano. “A minha esposa, os meus pais e os meus dois filhos sempre ajudam”, ressalta.

De acordo com o técnico agropecuário da Emater/RS-Ascar, Deoclésio Piccoli, Boni e Giora fazem parte dos 42 viticultores de Roca Sales que juntos cultivam 98,8 hectares de uvas. “A média de produção, na última safra, foi de 22 toneladas por hectare”, ressalta. De acordo com Picolli, este número tem aumentado nos últimos tempos, fruto de um trabalho que iniciou há três décadas, com o objetivo de alterar a matriz produtiva do município, que tinha como base o tabaco. “Aqui, na localidade em que ocorre esta atividade, 95% dos produtores que cultivavam tabaco hoje são fruticultores”, salientou.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...