Videomonitoramento

Uma das metas da Aci-e está próxima de tornar-se realidade

Assinatura do contrato com empresa executora ocorreu em 8 de agosto, e um moderno sistema de segurança deve ser concluído até fim de 2017

Uma das metas da Aci-e considerada prioridade pela entidade há, pelo menos, quatro anos, está tornando-se realidade. A implantação do sistema de videomonitoramento no município está próxima de ser realizada.
A reunião decisiva ocorreu no dia 8 de agosto, na Aci-e, e reuniu, novamente, as lideranças das entidades locais e representantes do Poder Público e da Câmara de Vereadores. Entre os participantes também esteve o diretor comercial da empresa Connectline – Soluções Inteligentes em Segurança, Clóvis Margreiter.
O encontro ocorreu após uma vistoria in loco na cidade, realizada no dia anterior, quando a comitiva visitou os 13 pontos considerados estratégicos pelo Comitê Pró-Videomonitoramento, e outros locais apontados pelos representantes da empresa como sendo adequados para receber câmeras.
No dia 8, o presidente da Aci-e, Marcos Ivanor Tonin, assinou contrato com a Connectline para a instalação da primeira fase do sistema.
Conforme Tonin, Encantado receberá equipamentos com o que há de mais sofisticado em tecnologia, inteligência e soluções de segurança. De acordo com o diretor comercial da empresa, a Connectline é responsável pelo videomonitoramento de mais de 40 cidades, incluindo a beira-mar de Florianópolis, Marau e Erechim, que foi recentemente inaugurada.
“Procuramos nos assegurar de garantias em todos os sentidos, especialmente na qualidade do serviço”, frisa Tonin.

Empresa local dará suporte
Uma empresa local será contratada pela Connectline para dar suporte ao sistema, resguardando os serviços e auxiliando na manutenção dos equipamentos.

Convênios já estão em andamento
De acordo com Margreiter, os convênios que garantirão a instalação das câmeras já foram encaminhados. Entre os conveniados, estão a RGE, que deverá fornecer eletricidade para as câmeras, e o Governo do Estado, que deverá destinar os servidores da polícia militar para atuarem como monitores na sala de monitoramento, a ser instalada na Brigada Militar.

Investimento
A primeira fase do sistema de videomonitoramento de Encantado compreende R$ 390 mil. O recurso será rateado entre a Aci-e (R$ 50 mil), a Câmara de Vereadores (R$ 200 mil), o Clube Recreativo de Encantado (R$ 100 mil) e o Poder Judiciário (R$ 40 mil). O primeiro ano é isento de manutenção mensal.
A segunda fase exigirá o investimento de R$ 327.910,00, e a origem do recurso ainda não foi captada pelo Comitê. “Em breve nos reuniremos para avaliar e definir as estratégicas de captação desse montante”, explica Tonin.

Prazo
Fim de setembro é o prazo estimado pelo diretor comercial da Connectline para que as primeiras câmeras estejam instaladas. A previsão de Margreiter é que no fim de 2017 o sistema seja inaugurado em Encantado, proporcionando uma nova realidade para a população.

Estrutura 1ª fase
– 13 câmeras Speed Dome PTZ
– 20 câmeras fixas 4MB
– Servidor de imagem e sala de monitoramento
– 18 mil metros de fibra óptica e acessórios para
tráfego de dados das câmeras
– certificação de todo o cabeamento
– entrega de As-Build com toda a documentação
(armazenamento e processamento)

Estrutura 2ª fase
– motorhome com o sistemas instalado em 6 câmeras de TV em 360º
– 18 câmeras fixas
– 3 câmeras para bairros (IR) com 150 metros de alcance (noturna)
– 3 pistas de leitura de placas de veículos LPR, sendo uma instalada na frente da Polícia Rodoviária Estadual

 

 

Fonte Assessoria de Imprensa Aci-e

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...