Velocidade máxima de veículos leves, na BR-386, passará a ser 100km/h

A maior parte da pista da BR-386, no trecho que liga Soledade a Tabaí, passará a ter velocidade máxima permitida de 100km/h. Atualmente, veículos leves (carros de passeio) só podem andar, no máximo, até 80km/h. A projeção é que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) libere o novo limite, já no início do segundo semestre.

Segundo o inspetor-chefe da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), com sede em Lajeado, Adão Vilmar Madril, a velocidade média da rodovia vai de 95km/h a 110km/h.

Hoje, trafegar nessas máximas se transforma em infração de trânsito. “Assim, acreditamos que com uma velocidade média de 100km/h para os veículos leves, teremos um menor número de autuações e um trânsito mais rápido e seguro na pista.”

Madril explica que a maioria da pista passará pela mudança. No entanto, alguns trechos manterão a velocidade atual. O trajeto conhecido como “Serrinha” de Marques de Souza, entre os quilômetros 304 e 306, deve permanecer inalterado. “Isso ocorre por conta da geografia daquele local e da alta taxa de acidentes. Assim, nesse trajeto, segue valendo as máximas de 80 e 60km/h para todos os tipos de veículos”, reforça.

Com a alteração, a pista será sinalizada com placas de velocidade múltipla, onde está discriminado quanto cada tipo de veículo pode alcançar no velocímetro. De acordo com a Superintendência Regional do Dnit no Rio Grande do Sul, está sendo elaborando o projeto de sinalização por meio do “Programa BR-Legal”, do governo federal. O órgão afirma que, somente após a implantação da sinalização, será possível prever a data da implantação da nova velocidade.

Entenda o que muda

  • O aumento na velocidade deve frear o número de multas. Atualmente, em um trecho onde a máxima é de 80km/h, o limite para multa é 20% a partir do permitido – 96km/h. Quem é pego acima de 97km/h é multado em R$ 85 e ganha quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
  • De 20 a 50%, até 120 km/h a punição é de R$ 127, seguida de cinco pontos na CNH.
  • Acima dos 50% – 121km/h a multa aplicada é de R$ 574, acrescida de sete pontos na carteira e a suspensão temporária do direito de dirigir.
  • Com a implantação do novo limite, a faixa de multa inicial sobe para 108km/h, pois o limite de tolerância sobre o excesso é de 7%.

Fonte: Polícia Rodoviária Federal (PRF)

Saiba mais

A decisão do Dnit em fazer a alteração nos limites de velocidade parte de uma sugestão do Ministério Público Federal (MPF), com sede em Lajeado.

Em abril desde ano, depois de ouvir do departamento e a PRF, o procurador da República Claudio Terre do Amaral recomendou a alteração na faixa da rodovia que passa pelo Vale do Taquari.

Depois de estudos – tanto por parte do Dnit, quanto pela PRF -, decidiu-se pela nova velocidade média. Segundo a assessoria do procurador, o Dnit ainda não encaminhou o comunicado da decisão de modificar o tráfego na BR-386.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...