UPA Lajeado inaugura nova etapa na saúde da região

Foi inaugurada, na tarde desta segunda-feira, dia 10, a Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA), no Bairro Moinhos D’Água, sendo a nona do Rio Grande do Sul. Localizada às margens da ERS-413, em frente ao Jardim Botânico, no bairro Moinhos D’ Água, o complexo surge como “um modelo de atendimento à população”, segundo a secretária estadual da Saúde. Sandra Fagundes aproveito o ato para anunciar a possibilidade de o município receber o primeiro profissional através do programa federal Mais Médicos.

A secretária explicou que a UPA faz a ligação entre o serviço básico de saúde e os hospitais. “Só faz sentido como ponto de passagem.” O colega do município, Glademir Schwingel, lembra que, com o novo complexo, haverá mudanças significativas no setor, a começar pela transformação da unidade básica de saúde do bairro Montanha em Estratégia Saúde da Família (ESF), focada na saúde preventiva.

Num primeiro momento, o atendimento da UPA estará direcionado à população lajeadense. A intenção é, gradativamente, agregar outros municípios, regionalizando seus serviços. Schwingel citou outros projetos executados pela pasta, como a construção da UBS de Conventos, e a ampliação das unidades do Montanha e central. Lembrou das capacitações dos agentes comunitários de saúde e dos futuros visitadores do programa Primeira Infância Melhor (PIM), que começa a ser implementado em Lajeado.

O prefeito Luis Fernando Schmidt citou a necessidade de melhorar o acesso à UPA. Para isso, observou, parcerias com os governos Federal e Estadual são necessárias. “Já entramos em contato com o Daer e com a EGR.” Afirmou, também, que com os serviços da Unidade de Pronto Atendimento, os pronto-socorro hospitalares serão desafogados.

Vilmar Ballin, prefeito de Sapucaia e idealizador da Fundação Hospital Getúlio Vargas (FHGV), que irá administrar a UPA, observou que um processo de aprendizagem está começando. A nova estrutura, segundo ele, “vai mudar a concepção de atendimento de urgência e emergência em Lajeado e na região. O deputado federal Henrique Fontana reforçou a importância da nova unidade e do Sistema Único de Saúde (SUS). Também alertou para a complexidade do serviço que ali será realizado. “O custo da obra foi de menos. O maior custo começa agora.”

O vice-prefeito de Lajeado, Vilsinho Jacques Filho, elogiou a decisão de Schwingel e de sua equipe de colocar o complexo em funcionamento somente quando houvesse condições de atender à população, mesmo sofrendo pressões de setores da imprensa. Os serviços passaram a ser prestados a partir desta terça-feira, dia 11.

Também participaram do ato o presidente da Câmara de Vereadores, Djalmo da Rosa; o presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Sidnei Eckert, prefeito de Arroio do Meio; o representante do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativa, João David Goergen; o diretor geral da FHGV, Juarez Verba, e presidente do Conselho Municipal da Saúde, Márcio Dalcin. Após a solenidade inaugural, o público pode conhecer as instalações.

A UPA

  • É classificada de porte II
  • Oferece primeiro atendimento às pessoas que apresentarem um quadro clínico de urgência de média e baixa complexidade
  • Tem capacidade para atender até 300 pacientes por dia, numa área de abrangência de até 200 mil habitantes
  • Funciona 24 horas, nos sete dias da semana
  • A UPA conta com financiamento da União, dos Estado e do Município
  • Tem área construída de 1.212 metros quadrados
  • Terá uma equipe formada por cerca de 90 profissionais, entre os quais, farmacêutico, auxiliares de farmácia, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnicos em radiologia e médicos, entre outros

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...