Tour Lajeado

Agende na Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur) o passeio para grupos fechados e atividades específicas. Telefones: (51) 3982-1305 ou 3982-1082.

tour-lajeado

Casa de Cultura

O roteiro tem início em frente à Casa de Cultura, cujo prédio fora inaugurado em 20 de agosto de 1900 e por valor histórico e arquitetônico foi tombado em 1° de agosto de 1984 no governo de Erni Petry. É neste local que funciona a Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur), a qual foi oficialmente criada em 19 de fevereiro de 1993 daí a nomenclatura “Casa de Cultura”. No mesmo local, encontra-se o museu histórico Bruno Born que está mo subsolo, onde existe o presídio que funcionou de 1900 a 1910, com várias peças históricas.

Igreja Santo Inácio de Loyolla

Criada pelo governo provincial, foi erguida canonicamente em 11 de julho 1881 em terreno doado por Antônio Fialho de Vargas. Em 31 de julho de 1881, o templo foi abençoado com o nome de Santo Inácio de Loyolla. O nome da igreja se deve ao fato de sacerdotes jesuítas serem os fundadores da comunidade. Ao assumir como pároco, o Padre Bernardo Bolle logo viu que o templo era muito pequeno para uma vila que crescia cada vez mais. Planejou e convenceu seus paroquianos a construir uma nova igreja para o século XX que estava prestes a começar. Em mutirão, a igreja ficou pronta e inaugurada em princípio de janeiro de 1900. Na madrugada de 13 de janeiro de 1953, às 3h30min, um incêndio destruiu a Igreja Matriz. Após a missa, na Escola Madre Bárbara, em assembleia geral, foi eleita a comissão Central Pró-Reconstrução da Igreja Matriz da Paróquia Santo Inácio. O projeto da nova igreja foi elaborado por Luiz Lampert Gartner.

Ciclovia e Belvedere do Rio Taquari

A Ciclovia e Belvedere do Rio Taquari estão situados na Rua Osvaldo Aranha, onde se encontra a primeira via calçada da cidade e vários prédios históricos. É um lugar de lazer em meio à natureza, próprio para passear no final de tarde e finais de semana. O espaço tem disponível uma rampa para a prática de esportes náuticos, bancos para descanso, bares e restaurantes.

Parque Professor Theobaldo Dick

Localizado no centro da cidade, proporciona lazer e entretenimento. Tem uma infraestrutura com 165.200,97 metros quadrados, que conta com espaços para a prática das mais diversas formas de esportes, palco para shows, concha acústica, para apresentações artísticas, lago artificial e ciclovia. É um dos lugares mais frequentados pelos lajeadenses.

Parque do Engenho

O Parque do Engenho é admitido pelos historiadores como local de origem da cidade de Lajeado. De propriedade de Antônio Fialho de Vargas, construído pelo engenheiro prático Henrique Luiz Jaeger, em 1982, a edificação na época construída por escravos, era composta de engenho de serra e de um grande açude represado no arroio Lajeado. Ele fornecia a energia hidráulica necessária para a movimentação do engenho. Em 1986, foi adquirido por Felipe Jacó Hexel, que agregou a este complexo industrial o moinho. A estrutura moía milho e fazia azeite tinha um guindaste de remover pesadas mós de grés, descascador e triturador de cevada. Numa terceira etapa, teve agregado ainda um engenho para descascar arroz e extrair óleo de amendoim. A enchente de 1941 arrasou completamente o complexo, e, em 1950, o velho moinho foi desmanchado, permanecendo apenas o descascador de arroz. Atualmente, se encontra no Parque do Engenho a Secretaria do Meio Ambiente e Vigilância Sanitária. O prédio foi restaurado, mas mantém as dimensões originais. Há também uma gruta que foi construída em homenagem à Virgem Maria, onde se realizam concentrações religiosas e encontros periódicos de fiéis. É um local agradável em meio à natureza, com bancos para descanso e trilhas para caminhadas, contando com dois hectares de área no centro da cidade.

Jardim Botânico

O Jardim Botânico foi inaugurado no dia 18 de setembro de 1995, mas teve sua criação oficializada em 24 de julho de 1996. Possui uma área de 25 hectares e está localizado no Bairro Moinhos D Água, junto à estrada geral para Santa Clara do Sul a 600 metros da RS-130. Objetiva despertar o interesse da comunidade pelo resgate do meio ambiente e prima pela postura ética do ser humano perante a Natureza. Também visa a proporcionar à população local e regional mais uma área de lazer, onde é possível relaxar, passear, fazer caminhadas nas trilhas ecológicas, fotografar, conhecer espécies animais e vegetais de rara ocorrência no meio urbano. A conservação da antiga propriedade rural em área de proteção e conservação da flora e fauna regionais, uma vez que cessada a ação antrópica negativa (derrubadas, queimadas, remoção de espécies vegetais e animais, caça), a natureza se encarregará de recompor a paisagem através de processos espontâneos como a Sucessão Ecológica.

Parque Histórico

O Tour Lajeado finaliza no Parque Histórico, onde foram construídos, em dimensões originais, vários prédios do tipo “enxaimel”, uma característica das habitações dos primeiros colonizadores alemães do município. No parque, os prédios formam uma autêntica aldeia-museu, com escola, salão de baile, ferraria, moinho e os demais prédios que formavam uma colônia nos tempos dos pioneiros. No prédio destinado ao Museu do Livro Antigo, é oferecido acesso a um verdadeiro acervo histórico (documentos, livros, retratos), que serve de fonte de pesquisa regional, nacional e internacional. Além do seu valor histórico e cultural, este é um local destinado à realização de eventos de lazer e gastronomia, sendo servido café colonial nas sextas-feira, sábados e domingos e ainda almoço aos domingos. O parque está localizado ao lado do Parque do Imigrante e foi inaugurado no dia 8 de novembro de 2002.

Informações turísticas

Secretaria de Cultura e Turismo – Lajeado-RS
Telefones: (51) 3982-1305 e 3982-1082
Site: www.lajeado.rs.gov.br
E-mail: secultur.turismo@lajeado.rs.gov.br