Três municípios confirmam participação à Programa Associativo de Produção Leiteira

Três municípios da região de abrangência da Dália Alimentos deram início ao processo de protocolo para participação no Programa Associativo de Produção Leiteira, idealizado pela Dália Alimentos e executado em parceria com o Poder Público.

Na última quarta-feira, dia 16, o prefeito de Candelária, Paulo Roberto Butzge, e o secretário de Indústria, Comércio e Habitação, Jorge Willian Feistler, estiveram na sede da cooperativa, em Encantado, tratando do condomínio que deve ser implantado no município. Foram recebidos pelo presidente do Conselho de Administração, Gilberto Piccinini e pelo gerente da Divisão Produção Agropecuária (DPA), Igor Weingartner.

Situação similar está os municípios de Roca Sales e Nova Bréscia, que tem adiantada a situação para construção de mais um projeto inovador da cooperativa Dália. Conforme Weingartner, a fase agora é de protocolar os requerimentos de auxílio junto às prefeituras. “Estamos bastante otimistas com este novo programa, que vai minimizar mão de obra e, principalmente, qualificar a produção leiteira entre os nossos associados de uma maneira diferenciada”, acredita.

O Programa Associativo de Produção Leiteira, como o próprio nome já diz, prevê a participação entre 14 e 18 produtores de leite, que se disponibilizarão em transferir os animais para uma única instalação construída e administrada pela cooperativa.

A proposta sugere um rebanho de 262 vacas e que a infraestrutura, a tecnologia e a administração técnica sejam de responsabilidade da Dália Alimentos.

Os produtores serão sócios do empreendimento, construído nos padrões e com tecnologia, e responsáveis pela alimentação das vacas, adquirindo suas cotas de acordo com o valor dos animais que irão alojar no condomínio. Toda a gestão será conjunta com as famílias associadas.

Com a formação do empreendimento, o leite do grupo será produzido em um único local, o que irá garantir maior preço e qualidade. Todos os recursos serão otimizados como equipamentos e mão de obra e tempo. Quanto aos animais, vão receber assistência técnica intensiva, alimentação balanceada e regular, o que trará produtividade e eficiência.

Weingartner lembra que a cooperativa abriu quatro vagas para municípios interessados em possuir um condomínio neste formato. Três delas estão preenchidas, restando apenas uma que já possui cidades interessadas.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...