STR de Encantado intensifica os trabalhos de habitação rural

Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população no meio rural, viabilizando a aquisição de moradias dignas e sustentáveis, estimulando a agricultura familiar e diminuindo o êxodo para a área urbana, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), com o apoio da prefeitura, está intensificando os trabalhos de habitação rural que vem sendo desenvolvido desde 2002.

Os recursos para a construção e a execução de melhorias nas moradias são provenientes do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida, repassados pela Caixa Econômica Federal. Já a Administração Municipal ajuda com a terraplanagem. O Projeto visa construção de residências com três quartos, área de serviço, banheiro, sala e cozinha. Em 12 anos, já foram conquistadas 70 habitações. Segundo o presidente do STR, Gilberto Zanatta, o benefício atende os agricultores familiares com renda de até R$ 15 mil por ano e a obra demora em torno de oito meses para ser concluída.

“O agricultor é beneficiado com R$ 28,5 mil, porém, em contrapartida, arca com a mão de obra e, depois de a obra ficar pronta ele tem que devolver 4% do valor recebido”, explica. Atualmente, a entidade tem 11 casas praticamente concluídas e mais 14 devem ter seus projetos liberados nos próximos meses. Ao todo são R$ 700 mil investidos.

Gilberto destaca, ainda, que o maior desafio que a entidade encontra é a necessidade de oferecer algo que valorize e mantenha os jovens no meio rural. “A sucessão rural é uma grande preocupação, pois o jovem só fica na agricultura se tiver condições e renda que compense os esforços exigidos no campo”, comenta.

Além disso, segundo ele, a diretoria entende como necessária a busca por uma diferenciação nas aposentadorias dos agricultores. “Estamos buscando isso por meio de lideranças políticas. Pensamos que o agricultor deve receber conforme sua produção”, destaca.

Casa própria

A felicidade de ter a casa própria está estampada no rosto de Dulce Sangalli Fraporti, que reside em Barra do Coqueiro. Há oito meses, ela, seu marido Halei José Fraporti e sua filha Letícia, desfrutam do novo lar. Com uma casa de 60metros quadrados e um pátio florido, Dulce diz estar muito feliz. “O STR está de parabéns, minha casa ficou do jeito que eu queria”. Hoje, a família conta com dez vacas leiteiras e oito terneiros, vivendo da produção rural.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...