Sistema de irrigação é destaque em propriedade de Fazenda Vilanova

Na propriedade do agricultor Elio Post, a estiagem não será mais problema. Os 3,3 hectares de pastagens estão sendo irrigados de uma forma que faz toda a diferença na produção leiteira. Depois da queda de 50 litros/dia da produção de leite no ano passado, em razão da estiagem, Post decidiu apostar em tecnologia.

O projeto vem sendo desenvolvido desde março de 2013, com subsídios do governo estadual, do Programa Mais Água Mais Renda.
Post investiu R$ 26 mil reais em um sistema de irrigação por aspersão convencional fixa. Ele terá três anos de carência para começar a pagar, mas pretende ter o retorno do investimento em dois anos, tamanha a eficácia do método.

O projeto contou com o apoio da Emater/RS-Ascar. Elaborado pelo técnico Victor Mariano Gomes, que viabilizou a implantação do sistema de irrigação na propriedade de Post, o método é referência. “ Hoje, Elio possui um sistema de irrigação que melhor se adapta às condições de sua propriedade”, informa Gomes.

As cenas de lavouras sendo regadas impressionam pela beleza, mas mais do que a estética, o método permite assegurar produtividade na propriedade de Post. “É um milagre do campo aqui nesta cidade. Eu não pude fazer, mas meu genro está fazendo”, observa emocionada a sogra do produtor Nelma Schossler (77). A família toda está satisfeita com o sistema. “Se soubesse que era tão bom, teria colocado antes”, enfatiza o produtor.

Os projetos para o futuro são vários. “Com a irrigação, a ideia é implantar pastagens perenes em toda a área irrigada”, informa Post. O agricultor agradece o apoio que recebeu da Emater-RS/Ascar e da Secretaria Municipal de Agricultura. “Recebemos uma baita mão, daqui para frente, é só tocar.”

Apoio

Para a instalação do sistema na propriedade, a Secretaria de Agricultura forneceu as máquinas que abriram as valas para a colocação dos canos. O secretário da Agricultura de Fazenda Vilanova, Marcos Adriano Lerner, salienta que a propriedade de Elio Post é destaque em irrigação no município e que a Administração está estimulando outros produtores a adaptarem-se a essa tecnologia. “O produtor sofre com a estiagem, essa inovação representa possibilidade de que a produção leiteira cresça e novos investimentos possam ser realizados.”

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...