Sicredi Região dos Vales projeta liberar mais de R$ 30 milhões em crédito rural para custeio de lavoura

O Sicredi Região dos Vales iniciou, nesta semana, a contratação das operações de custeio agrícola e pecuário para o Plano Safra 2014/2015.

A expectativa é que sejam liberados, entre julho e setembro, mais de R$ 30 milhões em operações de custeio de lavoura na região, fortalecendo o setor do agronegócio, que possui importante representatividade na economia regional.

Os recursos disponibilizados serão destinados, principalmente, na formação de lavouras e pastagens, essenciais para a produção das matérias-primas das cadeias produtivas de aves, suínos e leite.

Para o diretor executivo do Sicredi Região dos Vales, Roberto Scorsatto, a agilidade do início das contratações e os valores que serão liberados reforçam a atuação da Cooperativa no desenvolvimento regional e o compromisso com o fomento das atividades econômicas dos associados. “Mais de três mil produtores serão atendidos com os recursos, que, além de viabilizar o plantio nas propriedades rurais, movimentam o comércio local e promovem a geração de renda e o desenvolvimento da região”, afirma.

Sicredi está entre as Melhores e Maiores do País

Pelo terceiro ano consecutivo, o Sicredi é a terceira instituição financeira com maior volume de recursos concedidos ao crédito rural, segundo o ranking Melhores e Maiores 2014, da revista Exame. Em 2013, foram liberados R$ 9,7 bilhões, R$ 2,2 bilhões a mais do que no ano anterior. A posição reflete o crescimento da carteira de crédito rural do Sicredi, em média 24% ao ano.

O desempenho no ranking confirma o perfil do Sicredi, enquanto instituição financeira cooperativa, que respeita a vocação econômica e gera efeitos multiplicadores nas comunidades onde está presente. Os recursos administrados no Sicredi são reinvestidos na região onde atua, fortalecendo a economia local.

A edição especial das Melhores e Maiores de Exame é feita com a avaliação de dados de mais de três mil empresas. O conjunto compreende todas as demonstrações contábeis publicadas no Diário Oficial dos Estados até maio de 2014. A escolha das melhores empresas do ano em 18 setores da economia é orientada pelos resultados positivos que essas empresas obtiveram na condução de seus negócios e na disputa de mercado com as concorrentes no ano que passou comparativamente ao exercício anterior. A avaliação compara os resultados obtidos em termos de crescimento, rentabilidade, saúde financeira, participação de mercado e produtividade do empregado.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...