Sicredi Integração RS/MG

Espetáculo teatral aborda educação financeira para crianças da região

“Na vida o melhor, rapaz, é entender que juntos somos mais”. O refrão da música tema da peça “Lili & Juquinha e o livro mágico” animou as cerca de 500 crianças que acompanharam as duas sessões do espetáculo no auditório do centro administrativo da Sicredi Integração RS/MG nesta quarta (17) e quinta-feira (18). Com um roteiro dedicado à educação financeira, sustentabilidade e colaboratividade, a programação foi um presente da cooperativa para alunos do 2º ao 5º ano de escolas públicas e privadas de Lajeado, Mato Leitão, Marques de Souza e Travesseiro em comemoração à Semana da Criança e ao Dia Internacional das Cooperativas de Crédito, celebrado nesta quinta-feira.

A peça, segundo o produtor Pablo Oliveira, é encenada pela Cia Culturama, de Porto Alegre, e traz uma analogia à fábula da Formiga e da Cigarra. Por meio de canções, interatividade e personagens da literatura infantil, a encenação instiga a reflexão sobre o equilíbrio entre gastos e economia, destacando a importância de se guardar recursos para investir no que é necessário e no que mais se deseja. Para o diretor executivo, Luiz Mario Leite Berbigier, o espetáculo foi uma forma de integrar as crianças ao Sicredi, fazendo com que tenham uma participação mais próxima desse modelo de sistema que participa ativamente da comunidade e região. “Foi um momento para a cooperativa valorizar as crianças, o futuro e o que temos pela frente”, explicou.

Oficineira de Meio Ambiente da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ireno Bohn, de Mato Leitão, Josselaine Xuxieli Caetano de Oliveira enalteceu a ação proposta pela Sicredi. De acordo com ela, a atividade despertou nos pequenos a curiosidade por visitar outro município e a cooperativa que seus pais frequentam, além de abordar temas já trabalhados em sala de aula. Na sua avaliação, é fundamental que as crianças sejam conscientizadas desde cedo pela educação financeira, sendo que a maior lição é simples: “Eles precisam saber investir em outras coisas e cooperar com o mundo, com os colegas e com o meio ambiente”. Essa economia foi o principal aprendizado extraído por Emanuela Schmidt Mallmann (7), da Escola Estadual de Ensino Fundamental Otília Correa de Lima, de Lajeado. Ela revelou sua preferência pelas interpretações musicais e resumiu: “Aprendi que temos que guardar o dinheiro para comprar as coisas que a gente precisa e que gosta”.

Fonte Simone Rockenbach

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...