Sicredi Integração RS/MG -Agência de Mato Leitão completa 20 anos

Desde 1999, Mato Leitão conta com uma agência do Sicredi. Os 20 anos comemorados neste dia 19 de março marcam uma trajetória de crescimento e bons resultados junto à comunidade. E para isso as instalações foram decoradas com balões e as pessoas são recebidas com doces e salgados durante esta semana, na qual a população também celebra os 27 anos do município de Mato Leitão. Conforme o gerente Mauro Stöhr, é uma forma de festejar e valorizar os 3,6 mil associados – um dos índices mais altos da cooperativa na proporção com os cerca de 4,5 mil habitantes. “O nosso diferencial é o relacionamento, destacando aqueles que são os donos do negócio”. Stöhr comenta a importância de estar próximo aos associados e o empenho na identificação das principais demandas. “Fazemos um trabalho de avaliar como podemos agregar renda, influenciar na qualidade de vida e no desenvolvimento das pessoas, empresas e município”, frisa. A agência de Mato Leitão integra a regional Sicredi Integração RS/MG, que tem sede administrativa em Lajeado. Em 2018, registrou R$ 102,9 milhões de ativos administrados e R$ 15,4 milhões de patrimônio líquido.

A União Faz a Vida

A partir deste ano, o município passa a ser contemplado com as ações do programa A União Faz A Vida. Desenvolvido nas escolas, tem o papel de promover os valores de cooperação e cidadania, tão relevantes na formação de crianças e jovens. Serão abrangidas três escolas nas quais estudam em torno de 580 alunos. A etapa inicial cumprida até agora diz respeito à formação pedagógica dos professores, os quais depois vão conduzir as atividades e experiências com os estudantes dentro e fora da sala de aula. “Estamos muito felizes por participar. Acreditamos que o programa vai contribuir com a melhora da qualidade de ensino e ampliar o envolvimento dos alunos com a aprendizagem”, avalia Liziane Beatriz Decker, professora e coordenadora do programa no município. Ela ainda destaca o diferencial de ações que podem ser realizadas fora da escola. “Podemos identificar um problema e fazer intervenções que influenciem na vida da comunidade como um todo”.

 

Fonte Simone Rockenbach

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...