Seminário Regional em Arvorezinha debate conservação do solo e da água

Mais de 200 pessoas estiveram presentes no auditório da Prefeitura de Arvorezinha na última sexta-feira, dia 10, para o Seminário Regional de Conservação do Solo e da Água. Na ocasião foram realizadas diversas palestras e painéis, com o objetivo de discutir os problemas no manejo que provocam erosão do solo com perdas de água, adubos, sedimentos, matéria orgânica e agrotóxicos, que, por um lado, poluem e contaminam os mananciais e, por outro, empobrecem o solo, reduzindo a produção agrícola e diminuindo a renda das famílias.

Temas como “Práticas de conservação do solo para a agricultura familiar” e “Políticas públicas para a agricultura familiar” foram apresentados por representantes do Sinditabaco e da Emater/RS-Ascar. Na parte da tarde, houve atividade de campo na bacia monitorada de Arvorezinha – resultado de um trabalho realizado há 14 anos envolvendo as entidades promotoras do seminário. Nesta etapa foram discutidas as perdas de solo e de água, as melhores práticas no cultivo do tabaco, a conservação e a biologia do solo e as políticas públicas para a agricultura familiar.

Para o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar em Manejo de Recursos Naturais, engenheiro agrônomo Marcos Schäfer, o seminário tem importância por chamar a atenção para a valorização do solo, que fica muitas vezes em “segundo plano”, nas propriedades rurais. “Nesse sentido, procura-se provocar discussões capazes de elevar o recurso natural à sua devida importância, tratando-o como um espaço rico em vida e sustentáculo para todo e qualquer sistema produtivo”, salienta. Para Schäfer, técnicas de manejo existem, bastando adaptá-las a realidade local. “O que evitará a erosão, ou mesmo a degradação dos solos”, pondera.

O agrônomo salienta ainda o fato de que, também no seminário, ter sido proposta a construção de um plano de ação comum no sentido de formatar uma campanha permanente para conservação do solo e da água para toda a região, e que funcionaria como parte do Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água do Governo do Estado. “A intenção é fazer com que as entidades, empresas e prefeituras estejam mobilizadas a encontrarem seu papel no que diz respeito ao tema”, ressalta.

Coordenado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi), com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), o Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água também teve seus detalhes e objetivos apresentados durante o seminário. Na ocasião, o assistente técnico estadual na área de Solos da Emater/RS-Ascar, Edemar Streck, abordou a política pública que visa a contribuir para a melhoria da fertilidade do solo, para o incremento da rentabilidade agrícola e das cadeias produtivas e para a qualidade de vida das famílias dos meios rural e urbano.

Presente no evento, o diretor técnico da Emater/RS-Ascar, Lino Moura, valorizou o resgate do trabalho na área de solos, o que possibilitará, daqui para frente, uma agricultura ainda mais forte e com redução de perdas. “E o fato de, hoje, haver aqui um bom público com o objetivo de refletir e debater sobre este tema, dá uma mostra de sua importância”, analisou. Moura lembrou ainda o fato de os extensionistas da Emater/RS-Ascar estarem empenhados em possibilitar aos produtores o aumento da renda, a redução da penosidade e a preservação do meio ambiente. “São nossos três pilares”, observou.

O evento contou ainda com a presença de outras autoridades, como o prefeito de Arvorezinha Luiz Paulo Fontana e o os gerentes regional e adjunto da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli e Carlos Lagemann, além de representantes das entidades promotoras, sendo elas a Afubra, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e o Sinditabaco. O apoio foi do Governo do Estado – por meio da SDR e da Seapi -, Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas, Associação dos Engenheiros Agrônomos do Vale do Taquari (Aseat) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag).

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...