Sem pedágio, duplicação da BR levará quase 60 anos

Análise foi feita em cima do tempo em que a duplicação entre Estrela e Tabaí consome para ser concluída Sem pedágio, duplicação da BR levará quase 60 anos

Vale do Taquari – Sem o investimento da iniciativa privada na administração e manutenção da BR-386, no trecho de Lajeado até Tio Hugo, o tempo em que a região terá que esperar pela duplicação é estimado em quase seis décadas. O dado faz parte de um relatório que o Conselho de Desenvolvimento Regional do Vale do Taquari (Codevat) apresenta, hoje, em assembleia regional, na Univates, em Lajeado.

A presidente do Codevat, Cíntia Agostini, explica que o tempo – 57 anos -, leva em consideração a movimentação da obra, dos 33 quilômetros entre Estrela e Tabaí, iniciada em 2010, ainda em andamento. “Na proposta de alteração ao contrato de concessão, este tempo será de, no máximo, dez anos. Esta foi uma das grandes conquistas das audiências públicas e da movimentação da comunidade regional.”

Além do tempo em que a melhoria poderá demorar, o Codevat calculou ainda o gasto com o pedágio, em toda a extensão da BR-386. Até 2013, quando a estrada tinha praças de pedágio, o custo de ir e vir por toda a sua extensão, corrigido pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), aponta que seria necessário desembolsar R$ 92,60.

Já o mesmo cálculo, com as proposta de instalação das quatro praças de pedágio e a tarifa média confirmada pela Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), fixada em R$ 7,80, o mesmo deslocamento sai por R$ 83,85. “Lógico que este valor poderá mudar, ele será finalizado em cima de todas as alterações propostas ao edital de concessão”, pondera Cíntia.

Nova audiência

Hoje ocorre a audiência regional do Codevat, e o tema central é a concessão da BR-386. Já no dia 11 de maio, o grupo de trabalho no qual o Codevat tem participação se encontrará com a direção da ANTT, em Porto Alegre. A partir desta data, entrará em revisão todas as propostas, que seguirão com análise local até o lançamento do edital, previsto para novembro deste ano. “Ocorrerão mais reuniões e no final, o próprio Tribunal de Contas da União fará a revisão do contrato.”

Segundo a presidente do Codevat, várias reuniões serão realizadas até o lançamento do edital para concessão da rodovia.

Serviço

A audiência regional do Codevat ocorre no Auditório do Prédio 16, no Campus da Univates em Lajeado. O encontro é aberto à comunidade e terá início às 15h30min. Além da pauta BR-386, serão apresentados outros assuntos tratados pelo conselho.

 

Fonte Jornal O Informativo do Vale

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...