Segurança pública é tema de reunião da diretoria da CDL Lajeado

Preocupados com os assaltos, roubos e aspectos gerais relacionados à segurança pública do município, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Lajeado dedicou a sua reunião mensal de diretoria de maio à abordagem dos temas. O encontro, realizado na sede da entidade na última terça-feira (8), teve como convidado o promotor Carlos Augusto Fioriolli, o qual explanou para os empresários sobre a estrutura de policiamento, frota e armamento, além do acompanhamento das ocorrências policiais e das infrações mais praticadas, detalhando faixa etária e escolaridade dos transgressores, e os bairros mais atingidos. O evento também contou com a presença do secretário de Segurança Pública de Lajeado, Paulo Locatelli, e capitão José Ricardo Assur. Presidente da CDL Lajeado, Heinz Rockenbach agradeceu a participação e manifestou a preocupação do comércio com a criminalidade.

O promotor explanou o trabalho árduo que está sendo feito para o enfrentamento do problema. Afirmou que as ações buscam mudar a realidade recuperando o atraso de cerca de 15 anos em investimentos e estrutura das equipes. “Temos que falar de educação e saúde, mas também de segurança pública”, defendeu. E a estratégia se dá pelo cercamento eletrônico, apostando na tecnologia para identificar os fatos e ter a prova da condenação. “Lajeado e a região contarão com monitoramento integrado, como é feito em Porto Alegre. Estamos atuando para que todos os municípios do Vale aceitem colocar câmeras de cercamento eletrônico, de modo a canalizar para um centro de comando integrado. Teremos pessoas fazendo a gestão dessas imagens para o deslocamento apropriado e para que possam agir pontualmente”, explicou Fioriolli.

A estrutura se denomina Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), cuja sede será em Lajeado, junto ao 22º Batalhão de Polícia Militar (BPM).  A definição ocorreu segunda-feira (7) durante reunião na prefeitura. O objetivo é ampliar o uso da tecnologia no combate ao crime organizado, acelerando as ações de resposta das polícias e otimizando as informações por meio de recursos de inteligência.

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...