Segunda edição da SantaFlor evidencia produção de flores

O município de Santa Clara do Sul, ainda que conte com uma produção bastante diversificada – baseada, principalmente na bovinocultura de leite – a cada ano que passa, vai ficando mais conhecido pela produção de flores. Como forma de evidenciar a floricultura local, a SantaFlor – Feira das Flores chega a sua segunda edição, no mês de setembro. Organizado pela Associação Comercial e Industrial (Acisc), em parceria com a prefeitura municipal, ocorre entre os dias 19 e 22, no Ginásio de Esportes.

O objetivo da feira é divulgar e incentivar não apenas o cultivo de flores e plantas ornamentais, mas também as outras potencialidades do município, com vistas a dar visibilidade à região. Além da feira das flores e plantas ornamentais, durante os quatro dias de atividades, será realizada a feira comercial, industrial, de serviços e agronegócios. A gastronomia típica e as atrações culturais também marcarão esta edição.

Um dos destaques deste ano será o pavilhão de 900 metros quadrados instalado no campo do Santa Clara FC, com espaço para 49 expositores – que apresentarão variedades de begônias, gerânios, poliantas e outras. Toda a estrutura será coberta. Ainda haverá 30 espaços no ginásio, seis na entrada do evento, 11 para a exposição de máquinas e nove no setor de alimentação. São aguardados cerca de 50 mil visitantes para os quatro dias de festa.

Alternativa para a produção

Durante o evento, a Emater/RS-Ascar divulgará as ações de assistência técnica e de extensão rural realizadas no município. O engenheiro agrônomo Alano Tonin lembra que, há até pouco tempo, a economia do município era muito dependente do setor calçadista, sendo a SantaFlor um símbolo do fortalecimento da floricultura. Hoje, os quatro produtores locais cultivam, em média, 40 mil vasos por mês em 14 mil metros quadrados de estufas, o que representa quase 30 empregos diretos nas propriedades produtoras.

Para Tonin, a floricultura se apresenta como uma excelente alternativa para a diversificação, especialmente pelo aumento do consumo no setor, observado nos últimos anos. “Hoje, a maioria das flores que consumimos vem de outros mercados, como São Paulo”, afirma. Ainda que os números do município sejam modestos – especialmente se comparado a grandes polos produtores gaúchos, como os municípios de Ivoti e Pareci Novo – o agrônomo acredita que o clima favorável, especialmente para as plantas mais resistentes ao frio, possa ser um atrativo para os agricultores interessados em investir no negócio.

Serviço

O que: Santaflor – Feira das Flores
Quando: 19 a 22 de setembro
Onde: Ginásio Municipal de Santa Clara do Sul
Entrada: gratuita
Informações: www.santaflor.tur.br

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...