SDR apresenta ações para Comitê Regional de Desenvolvimento Rural

Representantes de diversas entidades e organizações que compõem o Comitê Regional de Desenvolvimento Rural dos vales do Taquari e Rio Pardo participaram, na última sexta-feira, dia 5, de uma reunião no Escritório Regional da Emater/RS-Ascar. O encontro teve o objetivo de apresentar os resultados e avaliar os programas da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), que foi a propositora da atividade.

Na ocasião os coordenadores regionais da Secretaria, Mauro Stein e Rudimar Müller, apresentaram os dados relativos a programas como o Irrigando a Agricultura Familiar e Leite Gaúcho, bem como os resultados obtidos por meio de ações de apoio a agroindústrias familiares, recuperação de assentamentos, erradicação da pobreza extrema e apoio à infraestrutura rural, todos com o objetivo de fortalecer a agricultura familiar.

No encontro também foi destacado o fortalecimento da Emater/RS-Ascar que, além de ser executora dos programas, presta assistência técnica e extensão rural de forma permanente para os agricultores. Na mesma reunião também detalharam informações sobre outras ações, ocorridas em situações emergenciais, tais como a adoção do Cartão Emergência Rural ou mesmo a anistia do Programa Troca-Troca de Sementes durante o período de seca.

Stein salientou ainda o fato de que, nos últimos quatro anos, foram aplicados cerca de R$ 1,4 bilhões em programas e ações realizados em todo o Rio Grande do Sul, por meio da execução dos Planos Safra. “Nas duas regiões foram cerca de R$ 64 milhões em recursos, sendo R$ 44 milhões para o Vale do Rio Pardo e R$ 20 milhões para o Vale do Taquari, que beneficiaram 29 mil famílias de agricultores”, ressalta.

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Teutônia, Liane Brackmann, a Secretaria foi uma parceira importante na execução de políticas públicas voltadas aos agricultores familiares. A opinião é compartilhada pelo presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), prefeito de Arroio do Meio, Sidnei Eckert. “As atividades da SDR com os municípios foram efetivas, possibilitando diversas obras e realizações para o homem do campo”, analisou.

O representante do Arranjo Produtivo Local (APL) de Agroindústrias Familiares do Vale do Rio Pardo, Jesus Rodrigues, afirmou que as ações do Programa de Agroindústria Familiar foram fundamentais no apoio de financiamentos e de licenciamentos ambiental, sanitário e fiscal dos empreendimentos. “Foi um trabalho transversal e que envolveu outras secretarias de Governo, sendo importantes para a execução das atividades do APL”, analisou.

Outras entidades e organizações como a Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), Articulação em Agroecologia do Vale do Rio Pardo (AAVRP), Afubra, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), Arranjo Produtivo Local de Agroindústrias do Vale do Taquari, Emater/RS-Ascar (e sua Unidade de Cooperativismo) e Secretaria de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã (Seplag), valorizaram a parceria e os resultados obtidos pela SDR que possibilitaram o fortalecimento da agricultura familiar, dos públicos especiais e do cooperativismo nos últimos anos.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...