SDR apoiará projetos de produtores agroecológicos do Vale do Taquari

Vinte e nove agricultores do Vale do Taquari envolvidos com a produção agroecológica consolidada ou em processo de transição receberão, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS), apoio para implantação de projetos de unidades demonstrativas. O ato de assinatura dos contratos, que possibilitarão aos produtores um aporte total de R$ 80 mil, obtidos por meio do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais (Feaper), foi realizado na sexta-feira, dia 22, na propriedade de José Carlos Ferrari, da localidade de Forqueta.

Serão beneficiados agricultores dos municípios de Colinas, Cruzeiro do Sul, Capitão e Estrela, além de Arroio do Meio. Por meio dos projetos, serão implantadas unidades demonstrativas em fruticultura, olericultura, sistemas agroflorestais e agricultura de base ecológica em propriedades de agricultores familiares, com o objetivo de promover a diversificação e os sistemas agroecológicos, gerando renda e possibilitando a sucessão familiar na propriedade. Os recursos poderão ser utilizados na implantação de pomares ou hortas agroecológicas, ou mesmo para a aquisição de equipamentos voltados à armazenagem de produtos, às melhorias dos sistemas de conservação da água e à destinação de efluentes.

No caso de Ferrari, o investimento de R$ 3.125,00 será utilizado em melhorias na infraestrutura da propriedade. “Quero instalar um sistema de calhas que possa me auxiliar na reservação da água e na irrigação das hortaliças”, afirmou. Para o agricultor familiar que, entre outros, produz beterraba, repolho, cebola, morango e pêssego, o acesso ao recurso representa uma motivação para os agricultores. “É algo que qualifica o nosso trabalho”, enfatiza.

Já o produtor César Ahlert, da localidade de Linha Leopoldina, em Colinas, pretende implantar – com o recurso de cerca de R$ 4 mil – um pomar de nogueiras. O objetivo é consorciar o pomar com a produção de terneiras que, atualmente, possui em sua propriedade. “Sempre gostei da produção agroecológica e, de alguma forma já trabalho com ela, já que o pasto que utilizo para a alimentação dos meus animais, não tem veneno”, ressalta. Ahlert explica que chegou a ir para a cidade, retornando aos 20 anos, depois de conhecer a atual esposa. “Hoje, não troco a qualidade de vida, fruto do trabalho no campo”, garante.

Presente ao evento, o coordenador regional da SDR/RS, Mauro Stein, disse ser um bom momento para os agricultores familiares não apenas da região, mas do Estado como um todo, especialmente a partir da ampliação do orçamento da Emater/RS-Ascar para R$ 170 milhões, em 2013, o que possibilitou a contratação de 800 novos técnicos e extensionistas em todo o Rio Grande do Sul, além da aquisição de veículos e outros equipamentos. “Hoje são diversas as políticas públicas de Governo, que só são realizadas por causa do trabalho contínuo da Emater, que leva estas políticas públicas pra dentro da casa de cada agricultor familiar”, lembrou.

Para o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, André Michel Müller, esta é uma forma de reconhecer o trabalho que vem sendo feito pelos agricultores familiares do Vale do Taquari. O evento contou ainda com a presença do prefeito de Arroio do Meio, Sidnei Eckert, além de secretários de Agricultura e outras lideranças dos municípios envolvidos. A atividade contou com o apoio da Articulação em Agroecologia do Vale do Taquari (AAVT) e do Grupo de Agricultores Ecologistas de Forqueta.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...