Sanidade bovina: Westfália incluída oficialmente no Procetube

Em solenidade ocorrida na 37ª Expointer, durante a apresentação do Programa de Controle e Erradicação da Tuberculose e Brucelose Bovídea no RS (Procetube/RS), o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Claudio Fioreze, assinou portaria incluindo o município de Westfália, no Vale do Taquari, no Programa.

Na próxima semana, será a vez de Lajeado, também no Vale do Taquari. O objetivo é sanear a área geográfica dos municípios abrangendo todas as propriedades rurais. Aquelas que comercializam leite serão certificadas como livres com base na metodologia do programa nacional do Ministério da Agricultura.

Avanço

“Este é um passo concreto no Procetube, um grande avanço pioneiro no Brasil. É o início efetivo da implantação da rastreabilidade bovina, indispensável à evolução e viabilização da atividade. Sabemos que o RS tem carne e leite de qualidade e um sistema informatizado, como o que será implantado a partir de Westfália, é indispensável para garantir e certificar a sanidade da nossa produção”, ressalta o secretário da Agricultura.

Para o diretor executivo do Instituto Gaúcho do Leite – IGL, Oreno Ardêmio Heineck “o projeto piloto da comarca de Arroio do Meio e a sua perenização através do Procetube democratizam o acesso de todos os produtores de leite à produção de uma matéria prima saneada oficialmente, condição necessária à continuação na atividade em poucos anos”. Acrescenta que, “tal qual nos países com economias desenvolvidas, o consumidor, dentre em breve, irá preferir largamente produtos com sanidade e qualidade atestadas oficialmente”.

O programa foi apresentado pelo chefe da Defesa Sanitária Animal da Seapa, Marcelo Göcks, no auditório da administração do Parque Assis Brasil.

Novos municípios

Ainda este ano, também está prevista a inclusão dos municípios da Comarca de Arroio do Meio que já possuem cerca de 1.300 propriedades rurais certificadas oficialmente como livres de tuberculose e brucelose bovina. Em 2015, chegará a vez de outros 12 novos municípios do Vale do Taquari e de 25 localizados em outras regiões do Estado.

A organização do setor pecuário do Rio Grande do Sul passa pelo fomento a programas de controle da sanidade animal e da qualidade de produção. Brucelose e tuberculose são zoonoses passíveis de transmissão aos humanos, através do contato com os animais e da ingestão de seus produtos sem procedimento industrial. Interferem também, negativamente na produtividade dos rebanhos e na produção de mercadorias. Além de serem fatores limitantes para a comercialização, principalmente no mercado externo.

O que é o Programa

O Procetube surgiu a partir da experiência de Projeto Piloto dos seis municípios da Comarca de Arroio do Meio – RS (Arroio do Meio, Capitão, Coqueiro Baixo, Pouso Novo, Nova Bréscia e Travesseiro) de saneamento de toda a sua área geográfica. Nesta nova etapa, a partir da experiência em Westfália e Lajeado, será instituída uma atuação integrada e informatizada de rastreabilidade bovídea, com o georreferenciamento das propriedades saneadas e a identificação dos seus bovinos com brincos equipados com chip de controle eletrônico e numeração do Sistema oficial adotado pelo Ministério da Agricultura.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...