Roca Sales entrega projeto ao Estado e pede asfalto na 129

O prefeito Nélio Vuaden apresenta ao Estado, na segunda-feira, dia 16, projeto de pavimentação no trecho de oito quilômetros da ERS-129, entre Roca Sales e Colinas. O encontro, em Porto Alegre, terá a participação do secretário estadual de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen.

Representantes da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT) e da Cosuel participam do encontro para reforçar a antiga reivindicação. A rodovia serve de escoamento para produção. Buracos e poeira motivam constantes protestos de moradores da localidade de Fazenda Lohmann, no interior de Roca Sales.

Conforme Vuaden, a pavimentação facilitará o escoamento da produção agrícola, assim como o tráfego à Serra e Região Metropolitana. Demais vantagens serão vistas com a obra, como o fortalecimento do turismo, a instalação de indústrias na área asfaltada.

O projeto foi elaborado pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), em 2014. Foi eleita prioridade pela comunidade na votação da Participação Popular e Cidadã para 2015.

De acordo com o secretário municipal de Administração, Laury Budke, o município quer que o Estado inclua a obra no orçamento de 2016. “Ao menos para haver chance de sair do papel no ano que vem.” O investimento é estimado em cerca de R$ 8 milhões.

População duvida

Moradores de Fazenda Lohmann estão descrentes quanto à concretização da obra. A discussão sobre o asfalto na localidade começou faz 20 anos, de acordo com o aposentado Mario Schmidt, 68. A casa só fica livre da poeira nos dias com vento do Sul. “Nem molhar a estrada adianta mais.”

Os problemas aumentam com o avanço da produção de suínos e frangos. Nas propriedades vizinhas de Irineu Prediger, 67, há cerca de cinco mil suínos, destinados a cooperativas. O agricultor reclama do excesso de buracos causados por caminhões. “Em dias de chuva, a estrada chega a desbarrancar em alguns trechos.”

O comerciante Ângelo Saretto, 54, trafega duas vezes por semana na localidade. Apesar de o município realizar manutenção na estrada, diz, os trabalhos são paliativos. “Até agora não vi a estrada em boas condições”, lamenta.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...