Reunião debate ações para a fruticultura na região alta do Vale do Taquari

Anta Gorda – Debater possíveis ações relacionadas à fruticultura na parte alta do Vale do Taquari, durante o ano de 2013, foi o objetivo de uma reunião realizada na última terça-feira, dia 23, no município de Anta Gorda. Na ocasião, integrantes da Emater/RS-Ascar e secretários da Agricultura dos municípios que compõem o G10 de Fruticultura – Arvorezinha, Itapuca, Putinga, Coqueiro Baixo, Nova Bréscia, Doutor Ricardo, Ilópolis, Relvado, Encantado e Anta Gorda – discutiram e planejaram possíveis projetos e atividades com vistas a seguir pensando o desenvolvimento da fruticultura na região.

As primeiras ações do grupo foram realizadas em 2009, quando foi elaborada uma cartilha com orientações para a implementação de pomares. De lá para cá foram feitas diversas capacitações, reuniões, dias de campo e seminários com temas variados como a citricultura, a viticultura ou mesmo sobre pequenas frutas – como mirtilo e amora, que já se destacam na produção local. A intenção do grupo, a partir de agora, é realizar reuniões frequentes, de dois em dois meses, para atualização dos temas e para debates técnicos, com trocas de experiências.

Para o assistente técnico regional em Fruticultura da Emater/RS-Ascar de Lajeado, Derli Paulo Bonine, já são diversos os resultados obtidos por meio de ações do grupo, destacando-se o incremento da produção, a introdução de outras espécies e a diversificação da propriedade, dentro da própria fruticultura. “O mérito desse trabalho está na união de esforços entre a administração municipal e a Emater”, enfatiza Bonine. A criação da Cooperativa de Fruticultura do Alto Vale do Taquari (Cooperfat) também é resultado de ações do grupo.

Durante o encontro, também estiveram presentes representantes dos municípios de Vespasiano Corrêa, Roca Sales, Dois Lajeados e Muçum, o que permitirá ao grupo a ampliação de ações regionais. “Alguns projetos poderão ser feitos com o apoio do Codeter (Colegiado de Desenvolvimento Territorial), ampliando o trabalho em parceria com outras instituições” lembra Bonine. Também na reunião foi pré-definida a agenda do grupo. Um dos principais eventos, o 4º Seminário de Fruticultura, deve ocorrer no dia 28 de agosto em Arvorezinha. Na parte da tarde houve atividades de campo em pomares de citros e de noz pecan.

Congresso sobre noz pecan

Na programação do grupo também houve apresentação do engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar de Anta Gorda, Fernando Selarayan, que, no último mês de março, esteve no México, conhecendo os sistemas produtivos de noz pecan, no 10º Congresso Internacional de Nogalero. Acompanhado de uma comitiva do município, conheceu detalhes sobre clima, manejo, variedades e problemas de produção. Em Anta Gorda são cerca de 360 hectares em produção, com 90 toneladas colhidas ao ano. A produção envolve 235 famílias.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...