Respeito norteia atuação do árbitro Leandro Vuaden

Lajeado – Um “cardápio futebolístico” foi apreciado pelos participantes da reunião-almoço da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Lajeado realizada na última sexta-feira, dia 19. Ele foi “posto à mesa” pelo árbitro de futebol Leandro Vuaden. Natural de Roca Sales e residente em Estrela, ele foi convidado a expor sua trajetória por meio do programa Nossos Cases, Nossas Histórias. Durante cerca de uma hora ele teve a atenção generalizada do público, de aproximadamente 50 pessoas, que lotou o auditório da entidade lojista. Embora sua intimidade maior seja com o apito e os cartões, ele mostrou desembaraço com o microfone e firmeza na exposição das suas ideias. Os participantes conheceram os desafios e conquistas de Vuaden, desde sua formação como árbitro em 1997 até a busca pela participação na Copa do Mundo no ano que vem, e, principalmente, a premissa que conduz sua atuação profissional. “O respeito é o princípio básico do meu trabalho. Minha vida útil está ligada a isso”, enfatizou.

De acordo com ele, a sua conduta como árbitro de futebol há 16 anos “foi para estabelecer confiança dentro do campo de jogo”. E segundo ele, isso é reflexo também do discernimento que o acompanha em situações extracampo, como críticas e elogios recebidos sobre seu desempenho e relação com os jogadores e imprensa. “Eu sou alvo. Alguém vai ter que ouvir o que os torcedores e jogadores dizem. Mas tenho que ter paciência e fazer uma leitura correta e tranquila das coisas”, destacou.

Como forma de se autoavaliar, ele busca gravar os jogos em que atua, e quando a pressão sobre si aumenta, descarrega-a escrevendo e ouvindo música.

É com essas convicções que Vuaden constrói sua carreira e ganha notabilidade mundial como árbitro da Fifa – Federação Internacional de Futebol Associado. No Estado e país ele já tem, pois foi o melhor árbitro dos campeonatos Brasileiro, em 2011, e do Gaúcho por três vezes. “Legitimar o resultado da partida: essa é minha função. Quanto menos eu for notado dentro do campo, melhor”.

A reunião-almoço da CDL Lajeado foi conduzida pelo presidente, Ricardo Luís Diedrich, e pela vice-presidente da CDL Jovem, Débora Bettio Worm. Contou com a presença de associados da entidade, membros da diretoria e autoridades empresariais e políticas.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...