Produtores de Relvado participam de capacitação em Bovinocultura de Leite

Um grupo de cerca de 50 produtores de Relvado participou, na última sexta-feira, dia 11, de um Seminário sobre Bovinocultura de Leite. A atividade foi realizada, na parte da manhã, no Salão Comunitário de Linha Capoeirinhas. Na parte da tarde houve atividade prática na propriedade do bovinocultor Ivo Badin, na mesma localidade. O objetivo do evento – realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Emater/RS-Ascar e Secretaria de Agricultura – foi o de oportunizar aos agricultores a aquisição de conhecimentos com vistas a qualificar a produção e aumentar a produtividade.

O palestrante foi o gerente adjunto e engenheiro agrícola da Emater/RS-Ascar, Diego Barden dos Santos, que abordou o tema “Manejo da ordenha para o aumento da produção e melhoria da qualidade do leite”. Em sua apresentação ressaltou, entre outros aspectos, a importância de uma boa higiene antes, durante e depois da ordenha, além de orientações a respeito da utilização correta dos equipamentos e sobre prevenção de doenças. “Às vezes são pequenas adequações que podem ser feitas e que representam um ganho não apenas de produtividade, mas também em renda”, avalia Barden.

O bovinocultor Idélcio João De Maman, de Linha Capoeirinhas, é participante assíduo de cursos e capacitações voltados aos produtores da área. “Se a gente não se atualiza, acaba ficando pra trás”, acredita. Para De Maman, que hoje possui 16 vacas em lactação, produzindo mais de 200 litros de leite por dia, o gerenciamento da propriedade está diretamente ligado a capacitação. “Desde que comecei a produzir leite para a venda, há 12 anos, muita coisa mudou na higiene da ordenha, no melhoramento genético e no manejo de pastagens em minha propriedade, o que qualificou a minha produção”, explica.

Antes de retornar a Relvado, De Maman trabalhou durante muitos anos como comerciante em São Paulo. “Uma aventura”, como ele mesmo define. Hoje, satisfeito com a atividade, garante não ter nenhuma saudade da época em que estava na cidade grande. “Além de dar uma melhor condição de vida e de saúde para a minha mulher e para o meu filho, ainda posso estar ao lado dos meus familiares, trabalhando naquilo que gosto”, diz. Para o futuro, a intenção do bovinocultor é qualificar a infraestrutura da propriedade e aumentar ainda mais a produção.

A história de De Maman, reflete um pouco o momento atual vivido pela bovinocultura de leite, em Relvado. De acordo com o técnico em agropecuária da Emater/RS-Ascar Samoel Perin Zerbielli, são mais de 170 famílias envolvidas com a produção de leite no município, produzindo cerca de 10 milhões de litros por ano. “Dessas, mais de 40 famílias já receberam adequações e qualificações no manejo”, ressalta Zerbielli. O apoio da prefeitura, em obras de infraestrutura rural, somado ao suporte técnico dado pela Emater/RS-Ascar deverá fazer esse número crescer ainda mais.

Um dos produtores que tem investido na produção leiteira é o jovem Renan Junior Santer, da localidade de Linha Barra Grande Alta. Ao lado do irmão e dos pais, possui 22 vacas em lactação que produzem, juntas, mais de 450 litros de leite, em média, por dia. O número expressivo é fruto da qualificação obtida em palestras, cursos e capacitações. “Às vezes um encontro assim pode até parecer perda de tempo, mas não é, já que sempre se aprende alguma coisa”, ressalta. Com um investimento recém-feito em um free stahl, o objetivo de Renan é permanecer na propriedade. “Trabalho no que gosto, é uma paixão de infância”, diz.

Cursos no Certa

Para os bovinocultores de leite interessados em ampliar ainda mais os seus conhecimentos na área, a Emater/RS-Ascar oferece, no Centro Regional de Formação de Agricultores de Teutônia (Certa), cursos de Bovinocultura Leiteira, Qualidade do Leite e Gerenciamento da Propriedade Rural. As capacitações são gratuitas para agricultores familiares, por meio de convênio com a SDR. Além das apostilas do curso, os participantes também recebem alimentação e hospedagem sem nenhum custo. Para participar, basta procurar o escritório da Emater/RS-Ascar local para efetuar a inscrição.

 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...