Produção primária representa mais de um terço da arrecadação de Imigrante

Mais de um terço da arrecadação de Imigrante é proveniente da produção primária. As produções de leite, frangos e suínos, movimentam o setor no município. Com base em dados de 2013, o valor adicionado fiscal (VAF), do setor primário, é de mais de R$ 60 milhões de reais. Em função disso, a Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio disponibiliza mais de 20 programas de auxílio para aproximadamente 400 produtores rurais.

Os carros chefe deste setor da economia no município são a produção de leite, frangos e suínos. Há cultivo de morangos em semi hidroponia, uvas, laranjas. As lavouras de milho são destinadas principalmente para silagem, que serve de alimento ao rebanho das propriedades.

Jovens produtores procuram dar continuidade ao trabalho dos pais nas propriedades rurais, o que propicia maiores investimentos em infraestrutura e novas tecnologias que auxiliam no aumento da produção. Um exemplo de sucessão familiar é na família Richter.

Rudimar e Stefan Richter, pai e filho respectivamente, dedicam-se à produção de suínos e leite. O que alavancou a produção na propriedade foi o interesse do filho em dar continuidade ao trabalho iniciado pelo avô e mantido pelo pai. Hoje, são os terceiros maiores produtores de leite de Imigrante.

Em 2002, Stefan passou 18 meses na Suíça. Fez o intercâmbio para estagiar em propriedades rurais. Em virtude do clima, os europeus tem cinco meses apenas, para produzir o suficiente para o ano inteiro. Dessa forma, desenvolvem técnicas para aumentar a produção, garantindo a quantidade que necessitam.

Stefan aplicou o conhecimento que obteve e, desde 2010, vem aumentando a produção de leite. Segundo ele, vários métodos foram aplicados e modificados até achar o adequado para a propriedade. Atualmente, contam com o auxílio de um consultor e trabalham com projeções e metas. “Temos que administrar nossa propriedade como uma empresa e toda a empresa precisa dar lucro. Para que isso aconteça, são necessários estudos de viabilidade para crescermos com a inflação, e não abaixo dela”, explica ele.

Atualmente, um dos maiores problemas enfrentados pelo setor, é a maioria dos jovens não continuar na propriedade rural. Para Stefan, o mercado instável, a falta de conhecimento técnico e o fato do produtor rural estar sempre atrelado ao trabalho, como em finais de semana, faz os mais jovens buscarem outros empregos.

Apesar das dificuldades, Stefan afirma que não consegue se imaginar trocando a profissão por outra. “A gratificação vem com o acompanhamento do trabalho realizado”, reforça ele.

Produção primária em Imigrante (dados de 2013)

Leite – cerca de 280 produtores – 8 milhões de litros por ano
Frangos – 85 produtores – 10 milhões de cabeças abatidas por ano
Suínos – 26 produtores – 32 mil cabeças abatidas por ano

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...