Produção Orgânica para Alimentação Escolar é tema de Fórum Regional em Encantado

Como parte da programação da 15ª edição da Suinofest de Encantado – que iniciou nesta sexta-feira, dia 3, no Parque João Batista Marchese –, Emater/RS-Ascar, Prefeitura e Câmara de Vereadores de Encantado realizaram o Fórum Regional de Produção Orgânica para Alimentação Escolar e para Sua Vida. O Auditório Itália, do Centro Administrativo Municipal, esteve praticamente lotado para uma série de palestras e apresentações de experiências que tiveram como temas a importância da reflexão sobre a alimentação livre de agrotóxicos e o incentivo para a produção e consumo de alimentos orgânicos.

Na abertura da atividade, o presidente da Câmara de Vereadores, Luciano Moresco, abordou o Projeto de Lei número 22 de 2015, de sua autoria, que dispõe sobre a obrigatoriedade de inclusão de alimentos orgânicos na alimentação escolar, no âmbito do sistema público de ensino de Encantado. “É uma forma de levar a conscientização sobre a alimentação saudável para o ambiente mais apropriado para a formação da pessoa, que é o escolar”, enfatizou. Como forma de incentivar o modelo, a Prefeitura paga preços diferenciados para os agricultores que investem no sistema. “Os valores podem chegar a até 30% a mais”, afirma.

Um dos palestrantes foi o ex-extensionista da Emater/RS-Ascar e hoje presidente da Associação Gaúcha de Proteção do Ambiente Natural (Agapan), Leonardo Melgarejo, que abordou o tema “O Impacto da Produção de Alimentos”. Entre vários assuntos de importância na área ele abordou a “guerra química” que existe na atualidade, por parte do homem, contra a natureza. “Hoje, talvez nem saibamos, mas é provável que estejamos todos contaminados com algum tipo de agrotóxico”, afirmou, trazendo ainda números que dão conta do fato de novas pesquisas mostrarem que os gaúchos consomem mais de 10 litros dos produtos ao ano.

A respeito de números, outra painelista, a médica do trabalho e toxicologista Vírgina Dapper apresentou os impactos à saúde provocados pelos agrotóxicos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ocorrem no mundo cerca de três milhões de intoxicações agudas por agrotóxicos ao ano e cerca de 220 mil mortes. “E isto sem levar em conta o fato de que, para cada caso notificado, a OMS estima em outros 50, que não são relatados”, salienta. Números preocupantes, de acordo com Melgarejo, já que o mercado mundial de agrotóxicos cresceu 93% nos últimos anos, sendo o Brasil o primeiro colocado nesse ranking.

Na parte da tarde, o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar André Müller apresentou a experiência de comercialização de produção orgânica para a alimentação escolar em Arroio do Meio, com os depoimentos de representantes do Grupo de Agricultores Ecologistas da Forqueta, Defensores da Natureza e Organismo de Controle Social (OCS). Outros temas, como Legislação como Incentivo de Produção e Consumo de Alimentos Orgânicos, ministrada pelo deputado estadual Edegar Pretto, e Importância do Alimento Orgânico na Alimentação Escolar, apresentado pela nutricionista Lisângela Bagatini, também foram abordados.

O evento contou ainda com a participação de diversas autoridades, entre elas o vice-prefeito de Encantado, José Calvi, e o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli, além de representantes de entidades ligadas ao setor, estudantes, educadores, nutricionistas e agricultores. Para Brandoli, o evento tem extrema importância, por abordar um tema que normalmente está na pauta da Emater/RS-Ascar. “Fundamental não apenas para os gestores, mas para a sociedade como um todo, refletir sobre a importância da alimentação saudável e com qualidade nutricional, especialmente para escolares”, ressaltou.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...