Produção de Nozes pode ampliar vagas de emprego em Taquari

O secretário da Agricultura, Romacir Martins, junto ao responsável pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/RS-Ascar), Alberto Bischoff, visitaram, na última sexta-feira, dia 4, uma plantação de nozes, em Passo do Juncal. O objetivo foi conversar com o produtor Mauro Bonaldo para ver as condições de produção e necessidades da plantação de nogueira para que o cultivo possa ser ampliado, gerando mais empregos no município.

De acordo com o produtor, as nozes já estão caindo dos pés desde o início deste mês, mas a época principal da colheita é a partir de maio. Seu interesse em contatar a prefeitura e a Emater nessa época foi para buscar uma forma de melhorar e ampliar a produção com a implantação de um novo sistema para irrigação das nogueiras. Bonaldo explica que esse novo sistema consiste na retirada da água dos açudes da propriedade, fornecendo irrigação direta nos pés das árvores. “Com este novo sistema de irrigação as nogueiras vão ganhar a água diretamente, sem desvios e a água não vai ser desperdiçada na grama ou na evaporação, por exemplo”, explica.

Para implantar o sistema, Bonaldo entrou em contato com a Administração Municipal para receber auxílio da Emater e da Prefeitura. A intenção do produtor é apresentar um projeto para aproveitar um benefício da Prefeitura que oferece R$ 8 mil ou até 50 horas de trabalho de maquinário municipal para incentivar produtores a investirem em suas propriedades. A oportunidade é oferecida através da Lei de número 3.505, de 7 de março de 2013.

De acordo com Martins, para que o produtor obtenha o benefício ele precisa se encaixar nas condições estipuladas, apresentando um projeto via Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), mantendo os impostos em dia e apresentando o talão do produtor rural, entre outras exigências. “Esse programa é direcionado para serviços de terraplanagem para a edificação de aviários, construção de cocheiras de animais ou outras construções”, informou.

Entre as exigências para receber o auxílio está a que estipula que o produtor rural deve aproveitar o benefício para oportunizar mais empregos. “Esse auxílio tem por finalidade oportunizar o crescimento financeiro do produtor rural, com ampliação da produção e geração de novos empregos”, apontou Martins.

No caso de Bonaldo, o programa será útil para a realização de novos açudes para auxiliar na irrigação das árvores. Com o aumento de produção, a microempresa vai passar a gerar novos empregos em Taquari, dentro da área de produção e colheita, também aumentando a arrecadação do município através de impostos e notas fiscais emitidas pelo produtor.

Meta de 40 mil toneladas de nozes

A propriedade hoje conta com cerca de 1,3 mil nogueiras em três hectares de terra e mais 500 novas árvores plantadas. “A ideia é plantar ainda mais mil nogueiras até o final de agosto”, afirma Bonaldo. Sua meta é chegar a uma produção com cerca de cinco mil pés da árvore.

Neste ano, Bonaldo espera produzir em torno de oito mil toneladas de nozes. Com o novo sistema de irrigação, o produtor pretende atingir a marca de 40 mil toneladas. “Acho que podemos alcançar até um número maior, mas por enquanto, vamos deixar assim”, brincou Mauro, que com a nova produção, também quer adquirir um novo sistema de colheita e máquinas para descascar as nozes.

Além da possibilidade de acessar o benefício, Bonaldo também conta com orientação profissional para atingir sua meta. Durante a visita, o extensionista da Emater, Alberto Bischoff, ensinou a Mauro os cuidados necessários com a água dos açudes e as maneiras adequadas para realizar este trabalho. “Será preciso cuidar com a claridade da água e de sua oxigenação para que os peixes não morram. Assim como verificar o PH ideal da água, que é PH7, por exemplo”, explica Bischoff.

De acordo com Bonaldo, hoje a produção da sua empresa oscila muito porque o trabalho é realizado manualmente em quase a sua totalidade. A venda, por enquanto, é direcionada para padarias e mercados. “Estamos formando uma equipe de vendas, mas precisamos deste trabalho de recuperação do pomar. Já estamos trabalhando nisso há quatro anos com adubação. Esperamos que agora com o investimento em irrigação a produção melhore ainda mais”, acredita.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...