Produção agroecológica é tema de encontro em Colinas

Um encontro sobre produção agroecológica foi realizado na quinta-feira, dia 23, no salão da Sociedade Esportiva Recreativa (SER) Juventude, da Linha 31 de Outubro, em Colinas. Na ocasião, um público de cerca de 70 pessoas prestigiou palestra com o tema “Orgânicos: plantar educação para colher alimentos de qualidade”, ministrada pelo assistente técnico regional na área de Manejo de Recursos Naturais da Emater/RS-Ascar, engenheiro agrônomo Marcos Schäfer. Na ocasião também houve troca-troca de plantas e sementes crioulas e sorteios de cesta com produtos agroecológicos.

Organizado pela Emater/RS-Ascar, Associação de Mulheres Colinenses (AMC), Secretaria da Agricultura e Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), o encontro, já tradicional no município, teve o objetivo de proporcionar aos interessados pelo tema uma oportunidade para a troca de experiências, de mudas e sementes de espécies variadas e de hortaliças e plantas ornamentais, além de promover a educação ambiental e a prática do cultivo ancestral. Para o evento, cada participante foi incentivado a levar mudas, ramas e sementes para que o espírito coletivo e de troca fosse valorizado.

Um dos participantes, o agricultor Nelson Goldmeier, levou ao encontro laranjas e bergamotas cultivadas em sistema agroecológico. Morador da Linha 31 de outubro, o produtor aposta na cobertura verde e na adoção de estercos e caldas naturais para a manutenção dos cerca de 850 pés de citros do local. “Adotei o sistema há cerca de seis anos e, ainda que dê mais trabalho, não me arrependo”, salienta Goldmeier, que observa ainda que o modelo empregado nas frutas se estende também para a horta e para os outros cultivos, que são entregues nas escolas locais, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Em sua palestra, Schäfer apresentou dados e estatísticas referentes a utilização de agrotóxicos no Brasil – o maior consumidor do mundo, com 7,3 litros ao ano, por habitante -, promovendo reflexões sobre cultivo racional e consciência ambiental. “Minha intenção não é a de ‘levantar bandeira’ contra o uso destes produtos e sim contribuir para o debate a respeito do tema”, ponderou. Em sua abordagem, apresentou também alternativas para um cultivo mais “natural”, que possa garantir a disponibilidade da “comida de verdade” e diversificada nas propriedades rurais.

O evento contou ainda com a participação de autoridades, entre elas o prefeito Irineu Horst; o supervisor da Emater/RS-Ascar, Álvaro Mallmann; o presidente do STR, Zeno Messer e os secretários Tânia Fensterseifer e Harri Lückmeier. Horst valorizou o empenho dos agricultores que se dedicam, de sol a sol, para levar aquilo que ele qualifica como “saúde” para a mesa da população. “E, mais importante ainda, é saber que isso ocorre tão perto de nós, o que pode ser considerado uma verdadeira graça”, enfatizou. Já Mallmann ressaltou o trabalho em parceria, fundamental para a manutenção do modelo.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...