Presidente da CIC-VT busca fortalecimento do associativismo e mobilização na região alta do VT

“Precisamos fazer algo mais. Temos que nos posicionar, escolher de que lado vamos ficar. Temos que ser proativos, participar da vida de nossa comunidade, associação, do processo político, defender o meio ambiente. Não podemos ter medo de ser justos e verdadeiros. Temos que viver com a consciência tranquila.”

A conclamação foi do empresário Ito José Lanius, presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT) falando no final da tarde de sexta-feira, dia 12, a lideranças associativas e empresariais da região alta do VT. A reunião da entidade aconteceu na sede da Associação Comercial, Industrial, Serviços e Agropecuária (Acisar/) CDL de Arvorezinha, como parte da programação da 7ª Femate – Festa Nacional da Erva Mate.

Ao final da reunião, que teve extensa pauta de debate sobre as mobilizações em curso pela CIC-VT, Lanius fez apresentação intitulada “Influenciando positivamente – posicionamento e proatividade”. De forma motivadora, buscou estimular a maior participação das lideranças da região alta do VT e reforçar também a composição e atuação da entidade empresarial que lidera.

Pediu maior proatividade das lideranças, lembrando que não basta ser só crítico, é preciso fazer. Incentivou as lideranças a serem propositivas, no sentido de “proporem novos projetos, negócios e caminhos”. E adiantou – “crie algo novo – na sua casa, no seu negócio, na sua comunidade. Mostre que você está disponível. Ajude a criar soluções. Onde percebe problemas, apresente-se para ajudar a solucionar. Seja mais um na luta.”

Posicione-se

O presidente da CIC-VT frisou, principalmente, a importância do posicionamento. Lembrou que o conhecimento só tem valor quando aplicado. “Há muitas pessoas que sabem muito, mas não agem. Nós somos agentes de mudança. Temos que nos posicionar. Não podemos ser covardes. Temos que nos colocar no lugar das pessoas que, muitas vezes, não podem estar onde estamos e estão sendo prejudicadas”, pregou.

A reunião, aberta pelo presidente da Acisar-CDL Arvorezinha, Jonatan Zilmer, teve a presença de expressivo número de presidentes e representantes de entidades empresariais, sendo também prestigiada pelas visitas do prefeito do município, Luiz Paulo Fontana, e da deputada estadual Zilá Breitenbach.

Cobranças ao Dnit e à Funai

O encaminhamento de vários assuntos marcou a reunião. Os integrantes da CIC-VT definiram que nesta semana serão recolocadas as placas no trecho da BR-386, próximo à aldeia indígena, em que consta crítica à Funai e ao Dnit pelo atraso na liberação da duplicação. Também será enviado documento ao Dnit com pedido de esclarecimento sobre o porquê de o custo da construção da aldeia indígena ter sido tão reajustado no período de 2010 a 2014, conforme denúncia de jornal de Lajeado.

Ainda constaram na pauta e foram alvo de debates questões envolvendo o porto e aeroporto de Estrela, a ferrovia Norte-Sul e as audiências com os candidatos ao governo do estado. Ao final, as lideranças visitaram a 7ª Femate.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...