Prefeito em exercício destaca força do setor agrícola de Teutônia

A agricultura de Teutônia demonstra crescimento contínuo e ocupa espaço cada vez mais destacado na economia do município. Se em 2012 representava 17,91%, em 2014 atingiu 23,29% de participação no ICMS total de Teutônia. Por este motivo, nestes dez dias em que ocupou o cargo de prefeito em exercício, Evandro Biondo deu uma atenção especial ao setor primário, até porque Teutônia ocupa o 1º lugar no Vale do Taquari em valor adicionado de ICMS oriundo da agricultura.

“O Brasil e o Rio Grande do Sul dependem muito da agricultura. As safras agrícolas têm salvo a economia brasileira e gaúcha. Em Teutônia, temos uma boa diversificação, mas a agricultura tem uma importância muito grande. Diretamente, representa mais de 23%. Indiretamente, com a indústria de transformação (lácteos) e o consumo no comércio, esta relevância e participação crescem ainda mais”, avalia o prefeito em exercício, Evandro Biondo.

No aspecto social, a agricultura também contribui significativamente. São mais de 1,5 mil produtores ativos e 5 mil pessoas que se sustentam da receita do meio rural. “Muitos jovens estão fazendo a sucessão na propriedade dos pais e investindo no campo, porque têm qualidade de vida, renda, água, internet, telefonia, energia elétrica e escoamento da produção”, pondera Biondo.

Ele visitou propriedades rurais para acompanhar a realidade de diferentes famílias que contribuem para alavancar a economia teutoniense. “Percebi muita alegria e satisfação dos produtores, porque estão tendo retorno com os investimentos realizados”, avaliou.

Na suinocultura, o prefeito em exercício esteve na propriedade de Jonas e Andréa Schneider, em Linha Catarina. De 2009 a agosto de 2015, a Administração Municipal já incentivou a construção de 112 novas pocilgas ou chiqueirões, com investimento de recursos públicos de R$ 247,9 mil. O auxílio do município é de R$ 10 por metro quadrado de projeto encaminhado; 50% do valor é para a terraplenagem (início) e outros 50% para o telhado (final).

Na avicultura, de corte e postura, a Administração Municipal também realiza investimentos no mesmo formato da suinocultura. De 2009 a 2015, o município investiu mais de R$ 714 mil para incentivar a construção de 97 novos aviários. Biondo visitou a granja de ovos de Nestor Wink, em Linha Wink. Quanto às normativas de sanidade avícola introduzidas pelo Ministério da Agricultura, Biondo destacou a participação de Teutônia na defesa da causa em Brasília, com a participação do subsecretário Luiz Fernando Rückert.

A bovinocultura de leite é uma das atividades de maior importância social pela renda mensal assegurada à família rural. De 2009 a 2015, 49 novos tambos de leite se instalaram e receberam o incentivo do município nos mesmos moldes da área da suinocultura e da avicultura. O valor investido ultrapassa os R$ 100 mil. Biondo conheceu o trabalho desenvolvido na propriedade de Osmar Schneider, em Linha Ribeiro.

Desde 2014, o governo municipal também extendeu o formato de incentivo para a instalação de agroindústrias familiares. Até hoje foram 3 empreendimentos beneficiados, com investimento total superior a R$ 4,5 mil. O incentivo é de R$ 30 por metro quadrado (50% no início e 50% no final) para construções de até 100 metros quadrados. Como se trata de um programa novo, ainda há muito por evoluir e fomentar a adesão de novas famílias. Biondo conheceu a agroindústria instalada na propriedade de Osmar Schneider, em Linha Ribeiro.

Além disso, a Administração Municipal de Teutônia oferece outros programas que incentivam o crescimento da produção: melhoria de acessos com saibro e brita, serviços de hora-máquina, inseminação artificial, assistência veterinária, troca-troca de milho, entre outros. “Todos os programas são formatados e aprovados pelo Conselho Municipal de Agricultura, muito atuante e com reuniões mensais”, destacam o secretário de Agricultura Ivo Schaeffer e o subsecretário Luiz Fernando Rückert.

Agricultura forte e diversificada

Evandro Biondo também se reuniu com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Teutônia, Liane Brackmann, para avaliar o crescimento do setor. Se a produção em larga escala demonstra bons resultados, sempre há uma atenção especial para os produtores que muitas vezes mantêm uma agricultura de subsistência. “Eles também têm nossa atenção através dos programas criados pelo Conselho”, salienta Liane Brackmann.

Ela observa que a transformação do Pacote Agrícola de maneira flexível facilita ao produtor adquirir o insumo ou matéria-prima ele mais precisa na propriedade: adubo, esterco, lona, semente, entre outros contemplados no programa. De 2009 a 2015, em média 1 mil produtores por ano se beneficiam com o pacote agrícola. O investimento total ultrapassa os R$ 3,6 milhões nestes quase 7 anos.

A líder sindical ainda enalteceu o incentivo às agroindústrias e aos feirantes que comercializam seu produto direto à população urbana. “Queremos fortalecer cada vez mais este elo entre rural e urbano, porque somos capazes de produzir para alimentar a população urbana”, complementa.

A preservação e a proteção ao setor agrícola com o fim da expansão urbana foi outro ponto destacado pela presidente do STR. “A agricultura de Teutônia é forte e queremos que ela cresça cada vez mais. Por isso, criamos a lei que limita a criação de loteamentos no interior. Assim, preservamos áreas produtivas e garantimos a geração de renda, produção e qualidade de vida”, aponta Biondo.

O prefeito em exercício ainda ressaltou: a importância das cooperativas de produção, crédito, energia e transporte no incentivo aos produtores; a participação efetiva do STR; a geração de conhecimento e inovação no Colégio Teutônia; o apoio técnico incansável da Emater; e a participação atuante do Conselho Municipal de Agricultura que define a aplicação dos recursos.

Crescimento superior a 100% em 6 anos

De 2009 a 2014, o valor adicionado fiscal gerado pela produção primária (agricultura) de Teutônia cresceu mais de 107%. Se em 2009 foram gerados R$ 90,7 milhões, em 2014 o montante de valor adicionado de ICMS foi de R$ 187,8 milhões.

No geral, a economia de Teutônia (valor adicionado de ICMS) cresceu 79,68% de 2009 a 2014. Indústria, comércio e serviços cresceram 57,85%. Por isso, o crescimento geral da economia se deve muito à agricultura.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...