Práticas de criação sustentável serão tratadas em Dia de Campo no Cetam

A Emater/RS-Ascar promove, nesta quarta-feira, dia 22, Dia de Campo sobre as práticas de criação sustentável na piscicultura e o processamento de pescado, no Centro de Treinamento de Agricultores de Montenegro (Cetam). O evento é promovido pela Emater/RS-Ascar e Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) para mais de 600 pessoas. O Dia de Campo inicia às 8h30min e as excursões vão circular pelas estações na medida em que as pessoas forem chegando ao local.

As práticas para a criação sustentável serão demonstradas por meio de sete estações que se constituem em espaços fixos onde as pessoas passam, obtêm informações, tiram dúvidas e observam, na prática, como é o manejo neste sistema. Nestas estações serão repassadas orientações sobre a construção de viveiros e licenciamento ambiental, qualidade da água, lotação e alevinagem, redes de piscicultura, depuração dos peixes, processamento e defumação.

Paralelamente, ocorrerão oficinas para troca de conhecimentos sobre predadores, despesca e doenças na piscicultura. Também haverá um espaço onde produtores de alevinos e fornecedores de redes para piscicultura repassarão informações e divulgarão seus produtos.

A criação sustentável de peixes a ser apresentada é baseada no policultivo de carpas em sistema orgânico, que se diferencia do tradicional por utilizar materiais disponíveis nas propriedades, como diferentes tipos de capim e esterco animal na alimentação dos peixes, ao invés de ração. “Com isso, diminui-se o custo e preserva-se o meio ambiente, obtendo-se uma carne de melhor qualidade”, destaca o veterinário da Emater/RS-Ascar em Porto Alegre, Carlos Roberto Vieira da Cunha.

O policultivo de carpas preconiza a utilização de quatro tipos de carpas em uma mesma área: prateada, capim, cabeça-grande e húngara, pois cada uma delas tem um hábito alimentar diferenciado, o que possibilita a utilização integral do açude.

Participam do Dia de Campo agricultores familiares assistidos pelos escritórios municipais da Emater/RS-Ascar, das regiões de Lajeado, Centro-Sul, Sinos, Paranhana, Metropolitana e Litoral Norte.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...