Pouso Novo realiza entregas do Programa de Aquisição de Alimentos

O município é o primeiro do Vale do Taquari a operacionalizar o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). E para consolidar a iniciativa, a prefeitura – em parceria com a Emater/RS-Ascar, Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS) e secretarias de Agricultura e do Trabalho, Habitação, Saúde e Assistência Social – realizou na última sexta-feira, dia 30, no Salão Paroquial, a entrega de 80 kits com alimentos para famílias integrantes do Bolsa Família. Com um investimento superior aos R$ 7 mil por mês, a modalidade também beneficia 12 agricultores familiares do município, que também têm uma alternativa para canalizar sua produção.

Cada família beneficiada recebeu três grandes sacolas contendo aipim, batata-doce, moranga, ovos, cuca, pães, bolachas, massas, carne-moída, entre outros produtos. A extensionista de Bem-Estar Social da Emater/RS-Ascar, Márcia Fonseca, ressalta que o benefício será concedido durante os próximos três meses. “Também já estamos trabalhando para que o Programa tenha continuidade no município e para que outros agricultores familiares locais possam passar ‘para o lado’ dos fornecedores”, explica Márcia. De acordo com a extensionista, há um potencial local para que cerca de 70 produtores se tornem entregadores de alimentos.

Atualmente, muitos dos agricultores locais já produzem para o consumo próprio ou para outras iniciativas, como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). No caso do produtor Romalino Lopes de Souza, da localidade de Arroio do Leite, o pouco de feijão e milho que é cultivado na propriedade vai parar na mesa da família para a alimentação da esposa, dos dois filhos e da mãe. “Esse tipo de ajuda a gente agarra com as duas mãos”, afirma Romalino, que é beneficiário do Programa Bolsa Família. “Quando eu teria condições de comprar toda essa comida pra minha família?”, questiona.

Mesma situação é vivida pela agricultora Giselda Helena Tonello Kritzenco, da localidade de Barro Preto. Com a necessidade de prover comida para os pais e para um filho, trabalha para que a bovinocultura leiteira possa auxiliá-la a sair da condição de assistencialismo. “O meu objetivo é, num futuro, passar a ser entregadora de alimentos, quem sabe por meio da implantação de um pomar ou mesmo por meio da produção leiteira”, diz. De qualquer maneira, Giselda se mostra feliz com a oportunidade. “A gente sabe que, pra quem produz, muitas vezes o excesso de comida é colocado fora, sendo essa uma forma de reaproveitar o alimento”, pondera.

Exatamente esse é o pensamento da agricultora Floraide Inês Ferrari, da localidade de Picada Taquari, uma das 12 beneficiadas pela compra de produtos. Produtora de ovos desde o ano de 2010, possui mil e trezentas galinhas, sendo grande parte da nossa produção destinada a em um restaurante local. “É muito bom poder escoar todos os nossos ovos, o que nos motiva a trabalhar mais e melhor”, ressalta. Não à toa, a produtora já pensa na ampliação do aviário, o que permitirá, com a adequação à legislação, a entrega para a merenda escolar, por meio do Pnae.

Para o diretor do departamento de Cooperativismo da SDR/RS e coordenador estadual do PAA, Gervásio Plucinski, o trabalho em parceria é fundamental para a operacionalização de qualquer programa de Governo, seja ele na esfera Estadual ou Federal. “Hoje, não chegam a 30 os municípios que executam o PAA no Estado, e Pouso Novo, o primeiro do Vale do Taquari, merece os parabéns pelo empenho”, ressaltou. Plucinski também lembrou os investimentos da SDR em outros programas voltados aos agricultores familiares e também na Emater/RS-Ascar, que dobrou seu orçamento nos últimos três anos. “Em 2014 são R$ 197 milhões para levar assistência técnica, aproximando os produtores das políticas públicas”, enfatizou.

Para o gerente regional da Emater/RS-Ascar Luiz Bernardi, Pouso Novo serve de modelo para os demais municípios do Vale do Taquari e do Estado, no sentido de levar as políticas públicas a quem realmente precisa. Já o prefeito de Pouso Novo, Luiz Buttini, mostrou-se orgulhoso com a ação. “Inaugurar uma grande obra não me deixaria tão orgulhoso quanto o que estamos fazendo aqui hoje”, afirmou. E ao mesmo tempo lembrou a importância de os beneficiários encararam o auxílio como uma motivação para seguirem trabalhando e para superar as dificuldades. “Não podemos pensar em ficar nesse padrão para sempre, é preciso pensar em desenvolvimento e crescimento efetivos”, disse.

O evento contou ainda com a participação de outras autoridades, como os coordenadores regionais da SDR/RS Mauro Stein e Rudimar Müller, o gestor do PAA em Pouso Novo, Flávio Rigo e o vice-prefeito João Demarchi, além de secretários, representantes da Câmara de Vereadores, técnicos e extensionistas da Emater/RS-Ascar, agricultores e beneficiários.

Sobre o PAA

Além de Pouso Novo, outros cinco municípios do Vale do Taquari – Lajeado, Estrela, Teutônia, Arroio do Meio, Roca Sales – trabalham para operacionalizar o PAA, uma política pública que não apenas oportuniza ao agricultor uma alternativa de comercialização para a produção, como também permite as entidades que trabalham com público em situação de insegurança alimentar – sejam elas organizações públicas ou privadas de assistência social – encontrar uma forma de amenizar a deficiência causada pela falta de uma alimentação qualificada.

Por meio do PAA, o governo federal liberou durante o ano de 2013, cerca de R$ 1,4 bilhão, para compras que podem ser feitas tanto por produtores cooperativados e associados, como por pessoas físicas. Após a adesão, definem-se os fornecedores, os beneficiários e o valor global financeiro necessário para fazer a aquisição dos alimentos, cabendo às prefeituras apenas a execução, sem necessidade de aporte financeiro. Outras prefeituras também podem aderir ao programa. Saiba mais sobre o programa acessando os sites www.mds.gov.br ou www.sdr.rs.gov.br.

 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...