Parceria na produção de pepino é alternativa de renda para agricultores de Taquari

A agricultura familiar de Taquari recebeu uma nova alternativa de produção e renda. Uma parceria entre uma empresa produtora de pepinos em conserva de Tupandi-RS e agricultores taquarienses, com apoio da Secretaria da Agricultura e Emater/RS-Ascar, pode se tornar o início do desenvolvimento de uma nova cultura no município.

A primeira reunião para encaminhar a parceria aconteceu no final de abril, onde os produtores interessados assistiram uma apresentação sobre a empresa Bom Princípio Alimentos e conheceram as características da produção de pepino, bem como a sua rentabilidade. Na última sexta-feira, dia 30 de agosto, um novo encontro encaminhou a parceria. Na oportunidade foram listados os nomes dos produtores interessados e o número de mudas que cada um irá plantar em sua propriedade. Os próximos passos são o encaminhamento dos contratos e a elaboração dos terrenos para plantio.

Os produtores contam com o auxílio técnico de um engenheiro agrônomo da empresa parceira e dos técnicos da Emater/RS-Ascar para orientação da preparação da terra para o plantio, controle de pragas e cultivo da produção. A Prefeitura de Taquari, através da Secretaria da Agricultura, vai disponibilizar para cada produtor o auxílio de R$ 1,2 mil para os custos com irrigação. Para ter direito ao benefício o agricultor deve apresentar a nota de compra dos insumos necessários e se comprometer a realizar pelo menos quatro safras da produção (dois anos). A Agroveterinária da Certaja, representada na reunião pelo técnico em agropecuária e vendedor, Luis Lopes, e pelo engenheiro agrônomo, Israel Rosa da Silva, se prontificou a providenciar o insumo necessário para a produção do pepino no município.

O encontro da última sexta-feira contou com a participação de um dos sócios da empresa, Jandir Junkes; do responsável pelo transporte da produção de pepino, João Renato da Silva; do secretário da Agricultura, Romacir Martins; do engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Bruno Salvador; e do técnico em agropecuária da Emater/RS-Ascar, Alberto Bischoff. Participaram da reunião cerca de 30 produtores e 20 já se comprometeram a participar da parceria, alcançando o número de 50 mil pés de pepinos a serem plantados em Taquari.

Segundo o secretário da Agricultura a parceria é uma oportunidade para desenvolver mais uma produção no município. “A Prefeitura vai dar todo o apoio necessário, temos uma empresa confiável para trabalhar, a Administração Municipal quer investir na produção de pepino e pedimos que vocês (produtores) também queiram”, disse. Para Romacir, a parceria oportuniza uma renda extra para os produtores da agricultura familiar e também gera crescimento para o município.

Oportunidade para aprender uma produção diferente

A agricultora, Lizângela Fátima da Silva Nunes, planta fumo, milho, feijão, aipim e batata doce na sua propriedade em Amoras e pretende diminuir a produção de fumo e investir no pepino, onde já se comprometeu a plantar três mil pés. “Não sei ainda como vai ser o lucro, mas gostei da oportunidade de aprender uma produção diferente”, afirmou.

A empresa parceira

A Bom Princípio Alimentos, hoje localizada em Tupandi-RS, cidade a 80 quilômetros de Porto Alegre, tem cerca de 120 funcionários e é responsável pela operação das marcas Bom Princípio, Encosta Gaúcha e Bia Cream. A empresa possui 17 anos de atuação no mercado, é registrada como Fábrica de Doces Ledur Ltda. e iniciou suas atividades em 1996, no município de Bom Princípio, situado no Vale do Caí.

Como uma empresa genuinamente familiar, produziu inicialmente doces de frutas, voltados ao mercado regional. Atualmente a empresa oferece linhas de doces de leite, doces de frutas, conservas, frutas secas, doces em calda, além de atender o segmento de food service (recheios e coberturas). O parque industrial Bom Princípio Alimentos foi instalado em 2009 em Tupandi e abrange uma área com mais de sete mil metros quadrados, com capacidade para atender a demanda atual de produção e para futuras expansões.

Figos

O proprietário da Bom Princípio Alimentos também afirmou que a empresa tem alta demanda de figo e se colocou a disposição dos agricultores que desejarem produzir o fruto.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...