Palestrantes apresentam abordagem diferente para falar sobre inovação

Na última reunião-almoço promovida pela Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Estrela (Cacis), na última sexta-feira, dia 27 de junho, o formato da apresentação desenvolvida pelo palestrante Gustavo Becker da Silveira, fez jus ao tema. Ao falar sobre inovação e a arte de fazer mais com menos, Becker, que é executivo de grandes empresas há mais de 20 anos, realizou uma espécie de pocket show com a ajuda de dois amigos e também empresários, Gabriel Grasel e Tiago Razera. O trio criou metáforas interessantes entre o desempenho de duas grandes bandas e as empresas de modo geral.

Ao traçar um paralelo sobre a atuação do grupo californiano Beach Boys e os ingleses The Beatles, intermediando com os sucessos dos grupos, Becker, Grasel e Razera abordaram de maneira inteligente o quanto a inovação, o comprometimento e a liderança são fundamentais para se manter no topo.

Segundo Becker, inovação não é um conceito novo. Para ele, inovar é um processo e a, acima de tudo, uma necessidade. Para ilustrar seu posicionamento, o executivo contou sobre a entrada dos The Beatles nos Estados Unidos no momento em que os Beach Boys faziam muito sucesso e eram reconhecidos pela qualidade musical, já que eram responsáveis por arranjos extremamente sofisticados do ponto de vista técnico, tornando suas músicas uma espécie de obra-prima. Numa época onde o rock ganhava cada vez mais projeção pelo seu caráter transgressor, os The Beatles estouraram nas paradas de sucesso com a música Yesterday que sequer tinha a guitarra como acompanhamento – um dos instrumentos básicos do rock and roll. “Eles inovaram e começaram uma disputa com a banda americana, que perdurou pelos próximos anos”, disse Becker.

Entre uma música e outra, os palestrantes discorreram sobre a competição entre as bandas, bem como as inovações que cada uma despendia para poder se sobressair, até o momento em que o líder da banda Beach Boys entrou em depressão justamente por não suportar o sucesso do concorrente The Beatles. O grupo americano entrou em declínio. “Na minha opinião, faltou uma liderança forte que pudesse conduzir os Beach Boys a uma retomada, além de foco, que é primordial”, salientou Becker. “Arte, cultura, inovação e persistência são componentes essenciais para se manter uma empresa no topo. Mas, para mim, a paixão pelo que se faz e se é ainda é o principal”, finalizou.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...