Otimista, industrial gaúcho projeta continuidade da recuperação no setor

ICEI-RS divulgado pela FIERGS atinge 61,6 pontos em fevereiro

Porto Alegre, 22 de fevereiro de 2018 – O Índice de Confiança Empresarial (ICEI-RS) de fevereiro, divulgado nesta quinta-feira (22) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), revela otimismo disseminado entre os industriais gaúchos. O ICEI-RS avançou 0,6 ponto, alcançando 61,6, a oitava alta consecutiva, o que representa a maior série desde janeiro de 2010 e o mais alto nível desde junho do mesmo ano. “A confiança do empresário vem ancorada no cenário favorável para demanda, juros e inflação para 2018, o que mantém as projeções de continuidade da recuperação da atividade industrial nos próximos meses”, explica o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.
A pesquisa mensal realizada pela FIERGS aponta confiança quando o resultado fica acima dos 50 pontos, o que ocorreu em fevereiro. O levantamento deste mês, porém, não captou o impacto provocado pela suspensão da Reforma da Previdência – anunciada esta semana –, pois a coleta de dados se encerrou no último dia 16.
Todos os indicadores que integram a pesquisa subiram em fevereiro. A principal contribuição para o aumento da confiança no mês foi dada pelo Índice de Condições Atuais (ICA), 57,2 pontos, a maior pontuação desde junho de 2010, e uma expansão de 1,6 ante janeiro. Entre os subcomponentes, o Índice Condições da Economia Brasileira passou de 55,2 para 57,4 pontos, o mesmo resultado do Índice de Condições Atuais das Empresas, que subiu 1,3 ponto em relação a janeiro. Ao crescer acima dos 50 pontos, os índices mostram que é cada vez maior entre os empresários gaúchos a percepção de melhora da economia nacional, assim como da situação das suas empresas.

EXPECTATIVAS – No segundo mês de 2018, houve também um pequeno avanço nas perspectivas dos empresários. Para os próximos seis meses, o Índice de Expectativas passou de 63,6 pontos em janeiro para 63,9 em fevereiro, maior patamar nos últimos oito anos. Entre seus integrantes, o destaque ficou mais uma vez com a economia brasileira, cujo índice chegou a 59,9 pontos, 0,4 acima de janeiro e o mais alto desde fevereiro de 2011. Já o Índice de Expectativas da própria Empresa permaneceu praticamente estável, em 66 pontos. O percentual de industriais gaúchos que projetam melhora na economia brasileira chegou a 47,8%, enquanto a fatia que prevê piora foi de 7,3%.
Na amostra deste mês, realizada entre 1º e 16 de fevereiro, foram consultadas 210 empresas, sendo 51 pequenas, 71 médias e 88 grandes.

Fonte Unicom

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...