Ofertas de emprego temporário são reduzidas no Vale

As contratações de funcionários temporários para o varejo no Rio Grande do Sul, segundo dados da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV), pode apresentar uma redução de 28% em relação ao ano passado, no período de fim de ano, quando foram contratados 25 mil temporários, dos quais cerca de sete mil foram efetivados. Conforme o presidente da AGV, Vilson Noer, o primeiro semestre não foi favorável para o setor, que apresentou resultados abaixo do esperado nas vendas.

A tendência para o segundo semestre deste ano é que o aumento nas vendas seja tímido em relação ao ano passado. Para compensar as perdas do primeiro semestre, Noer explica que as lojas tendem a contratar menos. Uma pesquisa realizada pelo Sindilojas Vale do Taquari constatou a mesma tendência na região. Dentre outras perguntas, os associados responderam se pretendiam contratar funcionários temporários no fim do ano: 68,24% não tinham a intenção de contratar, 27,06% responderam que sim, e 4,7% não sabiam.

Único temporário contratado por uma loja de eletrodomésticos e móveis do Centro de Lajeado, Maicon da Silva Nunes (19) está feliz com a oportunidade no comércio. “É muito gratificante. Vou me puxar para conquistar essa vaga e ser efetivado depois do período de três meses”, garante, enquanto recebe treinamento do multiplicador Joceli Machado Azambuja, em seu primeiro dia de trabalho.

Gerente da unidade em que Maicon trabalha, Sérgio Xavier também foi funcionário temporário da empresa, em 1998. Trabalhou por dois meses – novembro e dezembro – e, após o término do contrato, não precisou esperar muito tempo: foi chamado, em março do ano seguinte, para integrar, efetivamente, o quadro de trabalhadores. “Encontrar vendedores é a maior dificuldade do comércio. Os poucos candidatos nem sempre têm a qualificação exigida e a maioria quer trabalhar de segunda a sexta”, ressalta.

Vagas o ano inteiro

De acordo com o presidente do Sindicato dos Empregados do Comércio de Lajeado, Marco Daniel Rockenbach, não há como projetar um número de contratações temporárias locais, uma vez que o comércio varejista e, principalmente, os supermercados encontram mais dificuldade para preencher o quadro de funcionários. “Há vagas durante todo o ano. A demanda já existe e não consegue ser cumprida”, observa. A alta rotatividade dos empregados, segundo ele, é uma das causas do problema.

“A rotatividade faz com que as pessoas que estão entrando no trabalho ganhem, em média, de 7% a 8% menos do que as que estão saindo”, explica. “Isso não motiva os trabalhadores a permanecerem.” Ainda assim, Rockenbach conta que as empresas procuram contratar os funcionários, após o término do contrato temporário, para suprir o deficit de trabalhadores, considerado por ele um “problema crônico” – não apenas de Lajeado, mas de todas as cidades.

Para Noer, as vagas abertas são sempre bem-vindas – tanto para os lojistas quanto para os que estão à procura de emprego. “Para o varejo é importante, porque são pessoas que ingressam no segmento e podem se tornar efetivos para 2015.” A permanência ou posterior contratação, na opinião da diretora executiva da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Lajeado, Soraide Gräf, depende da adaptação e do posicionamento do funcionário. “A gente contrata pelas qualificações técnicas e dispensa as pessoas pelo comportamento.”

Horários especiais do comércio em dezembro(*)

  • dias 6 e 13 de dezembro (sábados) – até as 17h
  • dias 17, 18 e 19 (quarta, quinta e sexta-feira) – até as 20h
  • dia 20 (sábado) – até as 18h
  • dia 21 (domingo) – das 16h às 21h
  • dias 22 e 23 (segunda e terça-feira) – até as 21h
  • dias 24 e 31 (quartas-feiras) – até as 17h

(*) Dados fornecidos pelo Sindicato dos Empregados do Comércio de Lajeado, válidos para Lajeado, Estrela e Cruzeiro do Sul.

Em Muçum e Arroio do Meio, os horários serão os seguintes:

  • dias 6 e 13 (sábados) – até as 18h
  • dias 8 a 18 – até as 19h
  • dia 19 (sexta-feira) – até as 20h
  • dia 20 (sábado) – até as 18h
  • dia 21 (domingo) – das 17h às 20h30min
  • dias 22 e 23 (segunda e terça-feira) – até as 20h
  • dias 24 e 31 (quartas-feiras) – até as 17h

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...