Museu Bruno Born recebe certificado

O 13° Fórum Estadual de Museus, que ocorre em Porto Alegre, fechou o primeiro dia de programação, na terça-feira, dia 11, com a entrega de certificados aos museus cadastrados no Sistema Estadual de Museus (SEM), representantes de instituições do interior e da Capital que participaram da concorrência pelo edital do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) dos Museus.

O prefeito Luís Fernando Schmidt, representando o Museu Bruno Born de Lajeado, recebeu o destaque. Segundo ele o certificado traduz a importância que o Governo de Lajeado vem dando a todas as iniciativas que visam valorizar, estimular e desenvolver a cultura no município. A cerimônia contou com a presença do secretário de Cultura e Turismo de Lajeado (Secultur), Eduardo Gomes Müller.

“Temos projetos que apresentam riqueza e diversidade e tornam possível pensar museologia além das grandes cidades”, declarou o coordenador do Sistema Estadual de Museus (SEM), Joel Santana, ao entregar os certificados.

A diretora de Economia da Cultura da Secretaria do Estado da Cultura (Sedac), Denise Pereira, apresentou dados de financiamento para o setor da atual gestão, que aumentou desde o primeiro ano de governo. “Estamos felizes de atualizar mecanismos de recursos para disponibilizar às prefeituras do Rio Grande do Sul”, afirmou.

A Secultur, em maio, garantiu recursos junto ao Fundo de Apoio à Cultura (FAC) para investimentos em acessibilidade para o Museu Bruno Born, se classificando em primeiro lugar com o projeto Museu Histórico Bruno Born – Acessível à Todos, na categoria que vai destinar R$ 50 mil de recursos do FAC. Com este investimento, se prevê a aquisição de uma cadeira de rodas, dotada de sistema de tração eletromecânica, destinada à operação de subida e descida em escadas com um usuário. Além disso, será adquirida uma máquina de escrever em braile, para identificação do acervo de exposição permanente. Pisos táteis de direção e alerta e placas de sinalização convencionais, e em braile, serão instalados na parte interna e externa do prédio, proporcionando melhor localização para os portadores de deficiência visual e visitantes em geral. O projeto também contempla a contratação de um museólogo e um historiador, a fim de que o acervo material e documental disposto no local seja organizado e catalogado, bem como, o mesmo possa ser exposto de forma sensorial, que permita a interação física do visitante. “Estes recursos vão permitir que o Museu Histórico Bruno Born seja acessível. Esta era uma das primeiras metas do Plano Municipal de Cultura de Lajeado.” diz o titular da Secultur.

O fórum encerra nesta quinta-feira, dia 13, na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...