Municípios do G8 programam ação conjunta para desenvolver a piscicultura

O Consórcio Público Intermunicipal Para Assuntos Estratégicos do G8 – grupo de municípios emancipados de Lajeado que se reúne periodicamente para discutir assuntos comuns – está programando para os próximos meses uma ação conjunta com o objetivo de desenvolver a piscicultura na região. Um encontro envolvendo prefeitos, secretários, integrantes da Emater/RS-Ascar e um representante da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo (SDR), foi realizado na última quarta-feira, dia 15, no salão comunitário de Canudos do Vale, com o objetivo de discutir o tema.

Na ocasião, o técnico em agropecuária da Emater/RS-Ascar, Luiz Bernardi, acompanhado de integrantes da Prefeitura de Santa Clara do Sul, apresentou o projeto do Programa Municipal de Piscicultura, que poderá servir como modelo para os demais municípios do consórcio. O objetivo, de acordo com Bernardi, é proporcionar a diversificação das atividades agropecuárias, o incremento de renda para as famílias envolvidas e possibilitar aos mais jovens uma alternativa econômica para a permanência no campo.

A intenção, de acordo com o técnico, é fortalecer a piscicultura familiar nos municípios, não apenas no que se refere à construção de viveiros de solo, mas também em relação a toda cadeia produtiva. “Algo que possibilitará, além da diversificação da propriedade rural, a oferta à população de alimentos de boa qualidade, de fácil acesso e de procedência conhecida”, salienta. O projeto será voltado a aquicultores familiares que possuam talão do produtor e Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) e que tenham interesse econômico pela atividade.

O assistente técnico regional em Sistemas de Produção Animal da Emater/RS-Ascar, João Sampaio, ressalta a importância de os produtores possuírem a outorga do uso da água e respeitarem a legislação, “caberá aos extensionistas da Emater/RS-Ascar a elaboração dos projetos técnicos para a construção de viveiros, e aos municípios o licenciamento dos projetos”, afirma. O Governo do Estado, por meio da SDR, disponibilizará ao consórcio o maquinário para a realização das obras. “Também será responsabilidade dos municípios, com o aval dos conselhos de desenvolvimento rural, selecionar e indicar as famílias participantes do programa, bem como organizar a logística entre si, para o bom desenvolvimento dos trabalhos”, observa Sampaio.

Integram o G8 os municípios de Forquetinha, Boqueirão do Leão, Sério, Marques de Souza, Santa Clara do Sul, Cruzeiro do Sul e Progresso, além de Canudos do Vale. Para o prefeito de Canudos do Vale, Luiz Alberto Reginatto, o projeto – que deverá ter início em agosto – apresenta boas perspectivas para o desenvolvimento da piscicultura entre os integrantes do G8. “Para isso, será importante que haja acompanhamento permanente e que também exista uma atenção para a colocação do produto no mercado, o que sempre se configura como um gargalo”, enfatiza.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...