Mudas de pastagens vão auxiliar o setor leiteiro

A Secretaria da Agricultura e Urbanismo (Saurb) iniciou a entrega das mudas de Tifton 85 aos produtores do município. Serão beneficiados, por meio desse programa, subsidiado pelo governo do Estado, com contrapartida do município, 35 produtores de leite. Cada um receberá mil mudas de Tifton já enraizadas, produzidas em bandejas de isopor e prontas para a implantação. No total, serão cultivados, no município, 35 hectares de pastagem perene.

A equipe da Emater/RS-Ascar, por meio da coleta e interpretação de análises de solo, recomendou a adubação e calagem para correção da acidez e fertilidade do solo das áreas onde serão implantadas as mudas visando o adequado desenvolvimento das pastagens. As propriedades envolvidas com a atividade leiteira têm, predominantemente, mão de obra familiar e são de pequeno porte, com características tecnológicas diversas. Na sua maioria, utilizam, na alimentação dos bovinos leiteiros, pastagens anuais e suplementação com silagem de milho e ração.

Além do fortalecimento da cadeia produtiva do leite, por meio da implantação de pastagens perenes, os objetivos secundários são o aumento da produção de leite, a melhoria da sanidade, nutrição e bem-estar animal e a oferta de um alimento de qualidade nutricional a um custo menor.

Família beneficiada

Uma das propriedades beneficiadas com a entrega de mudas é a de Airton e Gessi Schneider, no Bairro Imigrante. O casal recebeu dez mil mudas de Tifton 85 para formar uma pastagem em um hectare. Na propriedade, são criados 32 animais das raças Holandês e Jersey, dos quais, 13 vacas estão em lactação. Airton e Gessi alimentam esperança de que o incentivo lhes proporcionará um importante incremento na produtividade, mas não sabem precisar em que percentual, já que ainda não tiveram nenhuma experiência nesta área. Apesar dos acontecimentos negativos que atividade experimentou nos últimos meses, com a falência e fechamento de indústrias, eles continuam na atividade. Os 200 litros diários do produto são entregues à Cooperativa Languiru.

O secretário da Saurb, Ricardo Giovanella, ao se referir ao programa, entende que, apesar das dificuldades do setor, com altos e baixos, os que investiram ou investem no setor fazem um esforço para vencer os obstáculos e já se acostumaram com esta situação. Ele lembra que o leite é um alimento de consumo diário, razão pela qual continua uma atividade que promete renda imediata ao pequeno produtor rural. Este é o motivo, segundo Giovanella, de o município incentivar e facilitar ao máximo a produção.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...