Medidas para novo roteiro de cerveja artesanal na região dos Vales serão tomadas

Encontro em Estrela reuniu dezenas de lideranças políticas, empresarias e culturais em torno do tema

A criação de grupos de estudo e de um novo e distinto roteiro de cerveja artesanal, que então envolva os Vales do Taquari e Rio Pardo, foram as principais decisões tomadas na tarde desta quarta-feira (17), na Câmara de Vereadores de Estrela. O local foi sede do encontro promovido pela Associação dos Cervejeiros Artesanais de Estrela (Acerva), a Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), Governo de Estrela e a casa legislativa do município que buscou debater a não inclusão da região dos vales, de reconhecido potencial e identificação com o mundo cervejeiro, em recente lei estadual que criou uma rota específica ao tema.

Comandaram o debate o vice-presidente da Acerva, Márcio Braun; o Deputado Estadual Maurício Dziedrick; prefeito em exercício de Estrela, Valmor Griebeler; o presidente da Amturvales, Rafael Fontana; e o presidente da Câmara de Vereadores Marco Wermann. Também marcaram presença secretários e vereadores municipais, empresários e microcervejeiros, comerciantes de insumos, lideranças políticas e apreciadores de ambas as regiões. Entre estes o vice-prefeito de Venâncio Aires, Celso Krämer, e o representante do Gabinete do Deputado Elton Weber, autor do projeto de Lei nº 38/2016. Foi este, aprovado em dezembro, que criou a Rota Cervejeira, que se chamará Região das Cervejarias Artesanais do Rio Grande do Sul, envolvendo 22 municípios, mas nenhum da região dos Vales.

Roteiro distinto

Após a apresentação pessoal de todos os presentes, abriu-se espaço para posicionamentos e o debate se seguiu. Na conclusão, entre as sugestões e medidas que serão tomadas está a criação de grupos de estudo, entre eles que trabalharão a questão das legislações municipais, estadual e federal, além de rotas de turismo, com representantes já definidos. Como principal conclusão inicial, a busca da criação de um novo e distinto roteiro de cerveja artesanal, e não a  possível busca da inserção dos vales na rota já criada pela lei aprovada.

“A viabilidade do que buscamos está na forte representatividade que tivemos aqui hoje”, destaca Braun. O vice-prefeito de Estrela, Valmor Griebeler, afirma que mobilizações como estas são necessárias nas regiões dos vales. “É desejo de Estrela e região buscar solidificar seu amor e tradição para com o mundo da cerveja e a tudo que ele representa e potencializa, nos mais variados segmentos. Estamos fazendo, conseguindo, mas é preciso mais, avançarmos. E é por isso que estamos aqui. Este meio gera empregos, fomenta a economia como um todo, e buscarmos e chegarmos a isso de forma agregada, como neste exemplo de hoje, é mais fácil e rápido.”

O deputado Dziedrick argumenta. “A cerveja é mais do que um líquido amarelo. Traz consigo cultura, tradição, promove empreendedorismo e assim gera empregos, ganha força econômica e turística. A iniciativa é viável e potencializa a todos, principalmente quando se trata de uma luta agregada como esta e que já está em curso.” O vereador Marco Wermann conclui. “É necessário que as autoridades olhem com carinho para aquilo que nos foi tirado anos atrás e nos causou muitos prejuízos, que agora precisam ser recuperados”, diz, numa alusão ao fechamento da Cervejaria Polar, indústria que impulsionou o desenvolvimento econômico do município e região. Os organizadores lembraram mais uma vez como a tradição da cerveja é celebrada em eventos regionais. Em Estrela ocorre o Festival de Inverno de Cerveja Artesanal, que em 2018 terá sua quarta edição; Lajeado realiza o Festival da Ratzbier e em Santa Cruz do Sul os festivais da cerveja artesanal, entre outros.

Fonte Departamento de Comunicação e Marketing Prefeitura de Estrela

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...